Missão técnica do CNA Jovem encerra jornada em Brasília
Cna Jovem bsb

Presidente do Sistema CNA/Senar recebeu os vencedores do programa de desenvolvimento de novas lideranças

5 de julho 2022
Por Senar

Da esquerda para a direita: Fernanda Nonato, Caio Vasconcelos, Janete Almeida, Lucas Dierings, Ana Carolina Zimmermann, o presidente do Sistema CNA/Senar, João Martins; Elienai Trindade, Laerte Neto e o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara.

Brasília (05/07/2022) – Depois de 16 dias percorrendo cinco estados para conhecer as principais regiões do agro brasileiro, os vencedores do CNA Jovem encerraram na terça (5) a missão técnica em uma visita técnica à sede do Sistema CNA/Senar, em Brasília.

O grupo participou de agenda com o presidente da instituição, João Martins; com o vice-presidente da CNA, deputado José Mário Schreiner, com o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, e demais diretores das áreas do Sistema CNA/Senar.

João Martins destacou que a CNA é a casa do produtor rural brasileiro. “Por isso, a missão não podia deixar de encerrar aqui. O CNA Jovem é destinado ao desenvolvimento de futuros gestores do agro, do Sistema CNA e do Brasil. A missão técnica pelas principais regiões produtoras de alimentos mostrou que o campo é um bom lugar para viver e obter resultados econômicos satisfatórios”. 

O presidente da CNA ainda ressaltou que os jovens voltarão aos seus estados com uma percepção mais ampla do setor. “Eles vão levar novos conceitos de como ajudar os produtores no momento necessário”.

Os vencedores da quarta edição do CNA Jovem são Elienai Silva (Bahia), Francisco Caio Vasconcelos (Ceará), Ana Carolina Zimmermann (Distrito Federal), Laerte Mendonça Neto (Minas Gerais) e Lucas Dierings (Paraná). 

De 19 de junho a 5 de julho, a missão passou pelos estados da Bahia, Minas Gerais, Pará, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.

Antes do encontro com o presidente do Sistema CNA, os jovens fizeram um tour pelas instalações da instituição e tiveram a oportunidade de trocar experiências com os diretores e assessores das áreas.

Eles fizeram uma avaliação da viagem e relataram as impressões que tiveram em cada local em encontros com a diretora de Educação de Profissional e Promoção Social do Senar, Janete Almeida; a diretora de Relações Internacionais da CNA, Sueme Mori; o diretor técnico adjunto da CNA, Reginaldo Minaré; a coordenadora da DEPPS, Deimiluce Coaracy, e com a coordenadora nacional do CNA Jovem, Fernanda Jackeline Nonato, que integrou a missão.

O que dizem os jovens

“Ao viajar pelo Brasil, percebemos as diferentes realidades das culturas produtivas do agronegócio e como o conhecimento e o aprendizado levados pelo Senar para alcançar produtores e trabalhadores rurais são importantes. Aqui em Brasília, observamos como tudo isso é estruturado”, disse Lucas Dierings.

“Foi uma honra estar na CNA porque sou do nordeste, do estado da Bahia, e atuo diretamente com produtores da agricultura familiar, com o cooperativismo focado na fruticultura. Ao chegar chega aqui na CNA observamos o trabalho para defender os direitos do produtor para garantir a produção de alimentos”, ressaltou Elienai Trindade.

“Temos muitas riquezas no nosso país, com enorme diversidade de pessoas e culturas. Observar essas particularidades, entender os desafios e os pontos comuns foi bastante interessante. Fiquei encantada com o trabalho das comissões jovens que estão surgindo no país para a renovação e engajamento da juventude no meio rural”, declarou Ana Carolina Zimmermann.

“A missão técnica do CNA Jovem proporcionou vivenciar de forma intensa a organização coletiva, profissionalização de diversas cadeias produtivas, como da área de grãos, produção de café e de vinhos. O engajamento dos sindicatos rurais para o fortalecimento dos produtores foi outro ponto que chamou a atenção”, afirmou Caio Vasconcelos.

“Ter a oportunidade de conhecer as histórias e mentalidades dos produtores rurais, cujas famílias estão há várias gerações atuando no setor agropecuário, foi o que mais me marcou. A vontade de fazer a diferença dos líderes com os quais tivemos contato foi bastante impactante. Isso serve como exemplo para todos nós”, observou Laerte Neto.

Confira como foi a missão

Vencedores do CNA Jovem fazem missão técnica pelo Brasil

Vencedores do CNA Jovem conhecem potencial da produção de alimentos no oeste baiano

 Em Minas Gerais, missão do CNA Jovem conhece produção de queijo e café

Vencedores do CNA Jovem fazem imersão na produção agropecuária do Pará

 Missão do CNA Jovem conhece exemplos de pecuária sustentável e inovação em MS

No Rio Grande do Sul, vencedores do CNA Jovem vivenciam experiências no agroturismo e produção de uvas e vinhos

 

Assessoria de Comunicação CNA

Fotos: Wenderson Araujo e arquivo pessoal

Telefone: (61) 2109-1421/4135/1447
  flickr.com/photos/canaldoprodutor
  twitter.com/SistemaCNA
  facebook.com/SistemaCNA
  instagram.com/SistemaCNA
  facebook.com/SENARBrasil
  youtube.com/agrofortebrasilforte