Amapá

Produtores da ATeG em Pedra Branca recebem orientação para o uso do modelo agroflorestal na produção da banana
Ateg senar ap curso

O curso foi ministrado pelo agroflorestador Alexandre Caique, do Estado do Ceará, tendo 14 produtores como participantes.

22 de junho 2022
Por Senar

No período de 13 a 17 de junho, os produtores atendidos pelo programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do SENAR/AP nas comunidades de Sete Ilhas e Tucano I, município de Pedra Branca do Amapari, receberam a formação profissional complementar em sistema agroflorestal. O curso foi ministrado pelo agroflorestador Alexandre Caique, do Estado do Ceará, tendo 14 produtores como participantes.

Foi o primeiro curso de agrofloresta realizado pelo SENAR/AP no Amapá, com o intuito de ampliar os conhecimentos dos produtores, gerando o melhor desenvolvimento de suas produções dentro das atividades do programa ATeG.

O mentor da capacitação falou da sua satisfação em conhecer o trabalho dos produtores rurais da região, principalmente pelas particularidades do local onde produzem. O profissional considerou a importância da utilização de plantas e essências florestais adaptáveis à região, o que garante aos agricultores a possibilidade de produzir mais e utilizando menos.

“Esses conhecimentos têm se desenvolvido em todo o Brasil. Trazendo para essa região essas informações buscamos garantir a soberania alimentar, o apoio a agricultura familiar e o trabalho preservando a natureza, principalmente com produtos regionais”, esclareceu o instrutor.

Os diálogos durante o curso foram muito produtivos segundo a produtora Conceição Magave, em relação a organização da produção eles puderam observar as melhores formas de atuar. “Com a prática aprendemos que podemos consorciar a agricultura familiar com a floresta. As informações do curso vieram para somar com os nossos conhecimentos e daqui para a frente queremos implantar na nossa produção”, informou a produtora da comunidade de Sete Ilhas.

No município, a ATeG atende 20 propriedades, com o foco na cadeia produtiva da banana. A atividade tem cooperação da prefeitura de Pedra Branca e o Sindicato de Produtores Rurais, filiado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amapá (FAEAP). O programa atende as demandas de produção da região, trazendo novas tecnologias, fortalecendo a cadeia produtiva e aquecendo o mercado local.

ATeG no Amapá

As atividades do Programa de ATeG no Amapá iniciaram em 2019, atualmente atendendo 85 propriedades nas cadeias produtivas da olericultura, fruticultura e agroindústria (Farinha e Meliponicultura). A execução é realizada pelo Senar Amapá em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amapá (Sebrae/AP).