Sistema CNA/Senar apresenta artigos e coordena grupos de estudos no 60º Congresso da Sober
ELENA MARIZA E LUCAS CONGRESSO SOBER

Edição de 2022 aconteceu em Natal (RN)

16 de agosto 2022
Por CNA

Brasília (16/08/2022) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) apresentou artigos e coordenou grupos de estudos durante o 60º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober), que aconteceu na semana passada, em Natal (RN). A entidade foi uma das patrocinadoras do evento, que teve como tema principal neste ano “Agricultura Familiar, Sistemas Agroalimentares e Mudanças Climáticas: Desafios Rumo aos ODS”.

Os artigos foram apresentados pelos assessores técnicos da CNA Elena Castellani, da Diretoria de Relações Internacionais, que abordou a evolução da balança comercial brasileira nos últimos anos, e Lucas Martins de Araújo, do Núcleo de Inteligência de Mercado, que falou sobre logística e infraestrutura (estradas vicinais e dinâmica da armazenagem no Brasil). Todos os trabalhos foram apresentados em parceria com a Faculdade CNA, com orientação da professora Elisangela Pereira Lopes.

Elena Castellani disse que é importante para o Sistema CNA apresentar trabalhos e difundir o conhecimento da entidade em congressos e simpósios, estimulando linhas de pesquisa que tem o produtor rural e a agropecuária brasileira como o foco dos estudos. Ela apresentou um artigo sobre o tema “Evolução da balança comercial brasileira entre 2000 e 2020: Importância do Agronegócio”.

ELENA CONGRESSO SOBER 1

“Uma balança comercial forte é estratégica para o país, pois viabiliza acordos comerciais e ratifica a posição do Brasil no cenário internacional. O agronegócio desempenhou papel crucial na manutenção dessa balança comercial favorável em grande parte dos vinte anos analisados, colocando o país assim em posição tática nas negociações de mercado internacional”, destacou Elena.

Já Lucas Martins de Araújo ressaltou a importância da presença do Sistema CNA/Senar nos eventos acadêmicos, lembrando que o incentivo à pesquisa é essencial para o desenvolvimento de novas tecnologias que podem ser implementadas no campo, melhorando a vida e a renda dos produtores rurais. Ele apresentou os trabalhos “Estradas vicinais e o escoamento da produção agropecuária: estudo de caso do estado do Mato Grosso” e “Perfil da armazenagem de grãos brasileira”.

“As estradas vicinais são essenciais para o escoamento da produção brasileira e são necessários novos investimentos nas vias para garantir a qualidade do transporte no país”, ressaltou. “Criamos um índice para avaliar a necessidade e a prioridade de investimentos na recuperação e ampliação das estradas vicinais no Mato Grosso”, completou.

LUCAS CONGRESSO SOBER

Araújo também falou sobre os armazéns do Brasil. “Nos últimos anos, a capacidade estática de armazenagem no país apresentou crescimento médio de 3,3% ao ano. Entretanto, tem-se ainda um déficit em armazenagem de grãos de 76,4 milhões de toneladas”.

Grupos de estudos – A CNA também promoveu duas reuniões de grupos de estudos sobre títulos de crédito do agronegócio e comunicação na agropecuária e suas atualidades, desafios e potencialidades. Os tópicos abordados foram “Títulos de Crédito do Agronegócio: como podem auxiliar no desenvolvimento do Setor Agropecuário?” e sobre “Comunicação e Agropecuária: atualidades, desafios e potencialidades”.

Nestes encontros, a entidade foi representada pela assessora técnica da Comissão Nacional de Política Agrícola, Mariza de Almeida, e pela assessora técnica de Relações Internacionais, Elena Castellani.

“Definimos os primeiros passos para fortalecer o ambiente de pesquisa em títulos do agronegócio. Precisamos de definições claras das variáveis fornecidas nas registradoras de títulos e da formação de um banco de dados”, disse Mariza. Também nesse grupo foram debatidos conceitos, atualizações, gargalos e desafios para estimular o uso destas modalidades de financiamento.

MARIZA CONGRESSO SOBER

Estavam presentes no debate o ex-secretário de Política Agrícola do Mapa, Ivan Wedekin; o professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Julyerme Matheus Tonin; e a professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Adriana Estela Sanjuan Montebello. O evento também contou com a participação de alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Universidade Estadual de Maringá.

“Tivemos a oportunidade de debater as formas de ampliar os canais de comunicação, para que o setor agropecuário tenha voz na discussão das pautas que o englobam”, disse Elena. Segundo ela, tanto a academia quanto a CNA se demonstraram abertos e dispostos a discutir o tema com o propósito maior de melhorar a comunicação e a imagem do setor agropecuário dentro e fora do Brasil.

No debate sobre comunicação e agropecuária estavam presentes o diretor secretário da Sober, Marcus Peixoto; a professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Janaína Balk Brandão; e alunos de graduação e pós-graduação.

Outra participação foi do assessor técnico da Diretoria de Assistência Técnica e Gerencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Mauro Faria, que esteve no painel “Sistemas agroalimentares: instituições, cooperativismo e ações para uma alimentação saudável e sustentável” e falou sobre a atuação da Assistência Técnica na região Nordeste.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-4135/1421/1447
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte