ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso do Sul

Showtec 2019: Produtores de 7 municípios visitam Vitrine Hortifrúti, do Senar/MS
Showtec 2019 Produtores de 7 munic C3 A Dpios visitam Vitrine Hortifr C3 B Ati do Senar S

22 de janeiro 2019
Por Senar

Durante a Showtec 2019, caravanas de sete municípios de Mato Grosso do Sul participaram das palestras e encontros da Vitrine Hortifrúti do Senar/MS - Serviço Nacional de Ensino Rural, totalizando mais de 250 pessoas. Nessa quinta-feira (17), integrantes da CNA - Confederação Nacional da Agricultura apresentaram o Programa de Rastreabilidade Vegetal AGRI Trace Vegetal para produtores de hortifrúti.

"Desenvolvemos um software que ajuda o produtor rural a realizar a rastreabilidade de sua produção. O sistema ajuda na gestão, evitando, por exemplo, erro de repetir o número de lote, cadastrando um talhão que não tem na propriedade. São erros humanos de preenchimento que podem ser evitados", explicou o coordenador técnico do Instituto CNA, Carlos Frederico Ribeiro.

A partir de fevereiro desse ano começa uma ação orientativa sobre o software até fevereiro de 2020. Após esse período, considerando que a rastreabilidade da produção é regulada por lei, o produtor será obrigado a declarar as informações de seu modelo produtivo. Segundo o assessor técnico da Comissão Nacional de Frutas e Hortaliças da CNA, José Eduardo Costa, a participação da Famasul - Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul e dos sindicatos rurais é importante para a aplicação do projeto: "São pontes estaduais e municipais para que a informação chegue corretamente. Aqui em Mato Grosso do Sul tem um ponto positivo que é o Hortifrúti Legal, que desenvolve essa difusão de dados, facilitando e organizando o trabalho. Com a rastreabilidade o consumidor pode saber de onde veio o produto que compra", completou Costa.

Para o produtor rural de Dourados, Rodrigo Dutra, assistido pelo ATeG, é importante tirar dúvidas sobre a ferramenta com a instituição. "Já tinha conhecimento da rastreabilidade, da futura fiscalização, autuação, que vai passar a valer a partir desse ano. Achei a explicação interessante, com detalhes que não sabia”. Segundo o produtor rural douradense, Leandro Cardoso Viana, a ação representa um aprendizado sobre a legislação: "Eu tinha uma ideia superficial do processo, como funcionaria e como implantaria. Hoje saio com uma mentalidade mais aberta, do que tem que ser feito. Está tudo mais esclarecido", complementou Leandro Cardoso Viana, de Dourados. Conforme o coordenador do Departamento de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS, Francisco Paredes, as informações do projeto da CNA devem ser incluídas no programa Hortifrúti Legal. "Nossa expectativa é conseguir capacitar esses técnicos na CNA e auxiliar cada vez mais esse produtor em campo. Estamos organizando e analisando como vamos acrescentar na metodologia de trabalho dos técnicos e assim manter o produtor rural antenado no que está sendo cobrado pela lei, como é o caso da rastreabilidade", detalhou.

HORTIFRÚTI LEGAL
Neste ano, o projeto da Vitrine Hortifrúti teve programação durante o Showtec. "A proposta do Vitrine esse ano foi diversificada. Montamos uma programação para os três dias de feira, com palestras no período da manhã, e atendimento e visitação no período da tarde. Organizamos caravanas de vários municípios para visitarem a feira e se capacitarem cada vez mais. Produtores de Dourados, Maracaju, Rio Brilhante, Ponta Porã, Jardim, Dois Irmão dos Buriti e Bela Vista vieram acompanhar nosso trabalho", detalhou Dorly Pavei, coordenador do Hortifrúti Legal.