Presidente da CNA diz que PraValer ganha mais força com parceria
ACT Pravaler

João Martins discursou na assinatura do acordo de cooperação técnica do projeto

21 de setembro 2022
Por CNA

Brasília (21/09/2022) – Ao discursar na assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) do Projeto PraValer, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, João Martins, afirmou que a parceria “já muito próspera” com a Embrapa, Sistema CNA/Senar e Serviço Florestal Brasileiro dará mais força ao Projeto.

O PraValer é uma parceria entre as três entidades para promover a regularização ambiental produtiva das propriedades rurais, buscando a convergência entre os setores produtivo e ambiental com base em resultados de pesquisa. O Projeto está sendo desenvolvido atualmente em projetos piloto no Amazonas, Minas Gerais e Espírito Santo. Com o acordo, a intenção é ampliar as ações para outros estados.

A assinatura do acordo reuniu, na sede do Sistema CNA/Senar, o presidente da Embrapa, Celso Moretti, o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Pedro Neto, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, representantes da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), da KFW Brasil, do Incra, das embaixadas da Alemanha, França, Reino Unido, República Tcheca e Estados Unidos, entre outros convidados.

Participaram também da solenidade de assinatura do Acordo os presidentes das Federações estaduais de agricultura e pecuária Muni Lourenço (Amazonas), José Zeferino Pedroso (Santa Catarina), José Mário Schreiner (Goiás), Júlio da Silva Rocha Jr (Espírito Santo), José Amílcar de Araújo Silveira (Ceará), o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, diretores e assessores do Sistema CNA/Senar.

Presidente da CNA, João Martins

Presidente da CNA, João Martins

Em seu discurso, João Martins destacou que o Projeto Biomas entrega seus resultados ao PraValer, fruto “da produtiva parceria” entre a CNA e a Embrapa, e que realizou centenas de pesquisas ao longo de 10 anos nos seis Biomas brasileiros.

“Com o PraValer, pretendemos democratizar os resultados das pesquisas realizadas e fazer com que esses resultados cheguem ao campo, beneficiando o produtor rural e toda a sociedade”, disse.

João Martins afirmou que os desafios, que ainda são grandes, começaram quando o Brasil promoveu e implantou o maior cadastro ambiental do mundo. “E só foi possível porque os produtores empenharam esforços para realizá-lo.”

“O Brasil precisa dar um passo adiante. Vamos viabilizar soluções para os problemas ambientais identificados nesses cadastros. E vamos promover a consolidação do nosso Código Florestal, importante instrumento para garantir a sustentabilidade do setor agropecuário brasileiro.”

O presidente da CNA destacou ainda o trabalho da Embrapa e do Serviço Florestal Brasileiro e, para “fechar o arranjo, inserimos a assistência técnica como pilar fundamental do PraValer. Temos a capilaridade do Senar, que levará aos produtores a assistência técnica com o viés da adequação ambiental”.

Ao finalizar seu discurso, João Martins afirmou que o “PraValer demonstra que é capaz de somar forças em favor de uma causa de inquestionável importância: a produção com sustentabilidade ambiental.”

O presidente da Embrapa, Celso Moretti, falou sobre a sustentabilidade da agropecuária brasileira e destacou ainda a importância do produtor rural para o desenvolvimento de novas tecnologias que contribuem para o crescimento do setor.

Presidente da Embrapa, Celso Moretti

Presidente da Embrapa, Celso Moretti

“Os produtores rurais são os grandes parceiros da Embrapa. São com eles que desenvolvemos as tecnologias que transformaram o Brasil em um país que importava alimentos para ser uma das maiores potências na produção agrícola”, disse.

Pedro Neto, diretor-geral do SFB, afirmou que o produtor rural já venceu uma etapa que foi universalizar o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e que agora é hora de avançar com o PraValer.

Diretor-geral do SFB, Pedro Neto

Diretor-geral do SFB, Pedro Neto

"O PraValer traz musculatura e robustez para a implementação do que vem depois do CAR, que são os Programas de Regularização Ambiental (PRA) para aqueles produtores que têm passivos. Essa iniciativa é importante para a certificação da sustentabilidade do produtor rural brasileiro.”

Presidente do Sebrae, Carlos Melles

Presidente do Sebrae, Carlos Melles

Em seu discurso, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, falou da evolução da agropecuária trazida pela ciência e pela tecnologia. “Nós fizemos o dever de casa, criamos a prosperidade da produção e agora cabe a nós prosperar com rapidez na regularização ambiental também”, afirmou.

Diretor-geral do Senar, Daniel Carrara

Diretor-geral do Senar, Daniel Carrara

Ações - O projeto está sendo desenvolvido em municípios do Amazonas, Minas Gerais e Espírito Santo, em áreas piloto, com ações de mobilização, identificação de passivos ambientais nas propriedades selecionadas, execução dos projetos de regularização ambiental (PRA) e monitoramento da recuperação ambiental.

No Amazonas, o piloto é no município de Boca do Acre com produtores principalmente da cadeia produtiva da pecuária de corte.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (FAEA) e da Comissão de Meio Ambiente da CNA, Muni Lourenço, o projeto é uma iniciativa importante e estratégica para apoiar o produtor rural na obtenção da regularização ambiental.

“Esse passo que o PraValer está trazendo é muito importante para que os produtores da Amazônia e do Brasil possam atender a legislação ambiental que é o Código Florestal, uma das mais rígidas do mundo. Com suporte técnico, pode alcançar a regularização ambiental e ter retorno econômico do seu passivo.”

Presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo

Presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Pedrozo

Assessoria de Comunicação CNA

Fotos: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil

youtube.com/agrofortebrasilforte

Áreas de atuação