ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso do Sul

Práticas no campo garantem produtos sustentáveis, seguros e de qualidade no prato do consumidor
Alimento1

4 de março 2020
Por Senar

Um leite e um queijo frescos, carne suculenta, aquele arroz soltinho, uma salada repleta de cores. Garantir a qualidade, a saúde e a segurança dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros só é possível porque o produtor rural adota uma série de critérios e boas práticas agropecuárias do campo até a mesa. O assunto é tema do programa Agrinho 2020 e um dos destaques do Senar/MS nesta quarta-feira (04). 

“Práticas agropecuárias que garantem alimentos saudáveis” é a abordagem proposta para o ano letivo de escolas, professores e alunos, da rede pública e privada de ensino do estado, que participam do programa em 2020. O objetivo é estimular a busca por informações sobre sustentabilidade, saúde e qualidade de vida, itens que estão no foco do produtor rural. 

“Na prática, as propriedades são celeiros de iniciativas sustentáveis e otimizadas. Na bovinocultura de leite, por exemplo, as vacas recebem ventilação para o conforto térmico; na pecuária de corte o sombreamento nos pastos garante bem-estar animal e o manejo racional nos currais evita estresse e possíveis lesões. Na produção agrícola, o uso de culturas na cobertura do solo nos períodos de entressafra, impede a erosão e promove o controle biológico de pragas”, explica o diretor-técnico do Sistema Famasul, José Pádua. 
Este também é o tema de um curso gratuito de Promoção Social que faz parte do portfólio do Senar/MS, o ‘Produção de Alimentos Saudáveis’. Para a instrutora da capacitação, Ocalícia Campos, a proposta é utilizar produtos de fácil acesso, com mais variedade e higiene. “A ideia é explorar ao máximo todos os grupos alimentares levando em consideração os hábitos das pessoas nos diferentes ciclos de vida (infância, adolescência, adultos e idosos), aspectos culturais e socioeconômicos, além de priorizar os itens encontrados na região”, ressalta.

Curiosidades dos participantes, como a quantidade de calorias de cada ingrediente ou substituição de alimentos, também fazem parte da programação. “Muita gente acredita que alimentos saudáveis podem ser consumidos sem culpa, o que não é verdade. Mostramos as possibilidades da culinária com receitas com pouca gordura e açúcar, alimentos cozidos e assados e temperos naturais”, detalha. 

As próximas capacitações acontecem nos municípios de Vicentina, Glória de Dourados, Corumbá, Jardim e Nova Alvorada do Sul. Acesse senarms.org.br ou procure pelo sindicato rural do seu município para confirmar presença. É totalmente gratuito!

Se quiser saber mais sobre a metodologia do Agrinho 2020, acesse agrinhoms.com.br

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ellen Albuquerque