ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Paraná

Paraná lança prêmio para queijos produzidos no Estado
Agide Premio Queijos Parana

Promovido e realizado por quatro entidades do setor, iniciativa é voltada ao desenvolvimento, valorização e divulgação da qualidade dos lácteos paranaenses

31 de agosto 2022
Por CNA

Segundo maior produtor brasileiro de leite, o Paraná terá a maior premiação de derivados lácteos do Brasil: o Prêmio Queijos do Paraná. Lançado nesta quarta-feira (31), no Mercado Municipal de Curitiba, em um evento de degustação a autoridades e convidados, o concurso tem o objetivo de divulgar a qualidade e valorizar os derivados produzidos no Estado. Idealizado e promovido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, Sebrae/PR, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) e Sindileite-PR, o prêmio é voltado tanto a queijeiros artesanais quanto à indústria. Outras 28 entidades apoiam a iniciativa.

Além de avaliar e condecorar os queijos, o prêmio também contempla uma série de ações voltadas ao desenvolvimento do setor, como a qualificação de produtores de leite, de produtores artesanais de queijo e de indústrias lácteas. A iniciativa também vai contar com eventos promocionais, oficinas e minicursos direcionados ao público consumidor e a empórios e lojas especializadas em queijos. Também está prevista uma campanha sobre a qualidade do leite produzido no Paraná.

O prêmio faz jus à importância do setor leiteiro estadual: há produção de leite em todos os 399 municípios do Paraná. O Estado é o segundo maior produtor de leite do país, com 12 milhões de litros/dia, dos quais 5 milhões de litros são destinados à fabricação de queijos. É um derivado que, além de ter valor nutricional, permite agregar valor à matéria prima, fortalecendo o setor e gerando empregos e renda.

0

O presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette

“O Paraná é destaque nacional na produção de leite, não só em quantidade, mas também na qualidade. Nossos produtores também fabricam queijos de excelência, alguns premiados internacionalmente. Esse prêmio vem reconhecer a importância desse setor, em diversos aspectos”, disse o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette.

0

O diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza

“O prêmio permitirá mostrar a qualidade e a tradição dos produtos do nosso Estado à sociedade. Por meio da programação, será possível apresentar como os trabalhos realizados com os produtores promovem inovação, tecnologia, sustentabilidade e ganho na densidade de renda. O IDR-Paraná está comprometido com o prêmio porque vê uma oportunidade de apresentar novas formas de agregação de renda e qualidade de vida ao agricultor familiar”, apontou o diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza.

0

O presidente executivo do Sindileite-PR, Wilson Thiesen

“O queijo e a produção de leite do Paraná têm uma história que precisa ser contada. A nossa entidade, por exemplo, tem uma história de 90 anos. Somos 242 indústrias de leite no Paraná”, destacou o presidente executivo do Sindileite-PR, Wilson Thiesen.

0

O diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta

“Produtos de qualidade, segurança alimentar, inovação, valorização da atividade e do queijo paranaense. O prêmio reconhece todo um ecossistema que também trabalha ações para melhorar a produção de queijo, com a participação efetiva dos empreendedores rurais e instituições parceiras”, ponderou Vitor Roberto Tioqueta, diretor-superintendente do Sebrae/PR.

Prêmio

O Prêmio Queijos do Paraná será realizado em 19 categorias: 12 voltadas a variedades produzidas a partir de leite de vaca; duas, de leite de cabra; duas de leite de ovelha; duas, de leite de búfala; e uma categoria para criações (como queijos aromatizados ou condimentados). Um dos pré-requisitos é que os queijos participantes – tanto os artesanais, quanto os industriais – tenham sido produzidos no Paraná.

O diferencial do prêmio é que os queijos não concorrem diretamente uns com os outros. Eles serão avaliados por uma banca especializada e receberão pontos de 0 a 20, de acordo com critérios pré-estabelecidos. Os produtos que obtiveram 18 pontos ou mais serão condecorados com a medalha de ouro. Para receber medalha de prata, é preciso fazer pelo menos 16 pontos. Quem fizer 14 pontos, fica com o bronze. A comissão julgadora pode, ainda, indicar os melhores queijos à seleção final, que podem ser reconhecidos com a medalha super ouro.

Além de poderem usar os selos das medalhas na embalagem de seu produto, os produtores dos queijos condecorados também receberão outros prêmios, que vão desde consultoria de gestão e de design de embalagem até treinamentos voltados ao processo de produção.

Inscrições

O regulamento completo do prêmio está disponível no site www.sistemafaep.org.br/premio-queijos-do-parana . As inscrições podem ser feitas até 1º de março de 2023, no mesmo site. A avaliação e premiação estão marcadas para 1º de junho de 2023.

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0