ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Equipe Senar-MT visita escola rural em Nova Mutum e prospecta parcerias
27092021094757

O objetivo é ampliar e inovar a capacitação e qualificação de mão de obra para o campo.

27 de setembro 2021
Por Senar

Já pensando em uma futura parceria e, com o objetivo de ampliar e inovar a capacitação e qualificação de mão de obra para o campo, a equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) visitou a Escola Municipal Rural Produtiva Ranchão, localizada a cerca de 60 quilômetros de Nova Mutum. A visita técnica incluiu a presença de lideranças políticas e do setor agropecuário.

Com 30 anos de história, a unidade já formou centenas de alunos. Em 2021, em função da pandemia da Covid - 19 há apenas 60 estudantes em período integral. Para 2022, a expectativa é que com o avanço da vacinação o número de alunos volte a aumentar.

A diretora da escola, Lucivani Borsatto da Silva, diz que a parceria com o Senar-MT garante pelo menos dez cursos por ano. "Mas queremos ampliar. Queremos trazer treinamentos de transformação de alimentos, conservas e embutidos. Porém para que isso aconteça precisamos fazer algumas adequações na nossa estrutura", destaca.

Segundo o prefeito de Nova Mutum, Leandro Felix Pereira, parceria é a forma mais fácil de colocar as ideias e os projetos em prática. Ele acredita que para garantir o crescimento e a verticalização da produção é preciso a união de todos os setores. "Estamos buscando parceria com o Sindicato Rural de Nova Mutum e Senar-MT para um projeto mais amplo. A ideia é fazer da escola do distrito de Ranchão um polo de aprendizagem técnica rural", enfatiza.

Depois de visitar as instalações, o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, popularmente conhecido como Chico da Pauliceia, falou sobre o Senar-MT. "Todo mundo conhece, mas poucos sabem o que a instituição oferece. A qualificação e a capacitação transforma vidas e é com parcerias que conseguimos ampliar nosso atendimento ao homem do campo".

Dentre os mais de 350 treinamentos ofertados, Chico destacou alguns mais solicitados, falou também da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) e dos projetos especiais como Colheita de Talentos, Mutirão Rural, Equoterapia, Inclusão Digital e vários outros. "Oferecemos uma formação completa para quem quer entrar no setor agropecuário e também levamos serviços para o homem do campo. Vamos investir nesta parceria para que ela cresça e prospere", enfatiza.