ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Com orientação da ATeG produtor reduz impactos ambientais e economiza com fertilizante
Propriedade da A Te G em Rio Branco scaled

Adalto de Oliveira, produtor atendido pela ATeG em Rio Branco, construiu uma estrutura para aproveitar o chorume produzido pelas suas 50 vacas leiteiras.

11 de abril 2022
Por Senar

O produtor rural Adalto de Oliveira do município de Rio Branco transformou o chorume descartado pelos animais na sala de ordenha, em um adubo natural que trará uma economia média de R$ 48 mil anualmente. A ideia foi orientada pelas visitas da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), da qual o produtor faz parte.

Sem estrutura para captação, após a lavagem da sala de ordenha, o chorume escorria pelo pasto e contaminava a água destinada aos animais. “O esterco estava sendo descartado de forma errada e identificamos nas primeiras visitas em que fazemos o diagnóstico da propriedade. A virada de chave foi quando o produtor notou que as pastagens próximas aquele caminho que o chorume traçava eram mais verdes e estudamos uma forma de aproveitá-lo”, afirmou o técnico credenciado ao Senar-MT, Alessandro Nogueira.

O investimento foi a construção de um tanque em alvenaria com capacidade de 18 mil litros para captação do chorume e a aquisição de um maquinário para fazer a distribuição do adubo pelo pasto. Com o dejeto dos 50 animais que passam pela sala de ordenha por dia é possível fazer a coleta e aplicação do chorume quinzenalmente.