Publicações

Artigo
28 de julho de 2017
Somos todos sociedade
POR CNA

O produtor rural tem sido uma figura central no segmento da agropecuária no Brasil e no mundo. É pelo trabalho desses homens e mulheres que o setor tem dado respostas importantes para o nosso País em relação à geração de emprego e renda, exportações, riquezas e prosperidade para toda a população. Isso ocorre mesmo diante do momento delicado na política e na economia, que somente agora está apresentando sinais de recuperação. Dados de entidades como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) comprovam a pujança da agropecuária brasileira, que alcança números expressivos por causa do resultado do trabalho árduo de produtores e trabalhadores rurais, que possuem a missão de cultivar lavouras, pastagens, proteger florestas e áreas de preservação, cuidar de animais, levando alimento para a mesa da população.

Hoje, o agronegócio representa 23,46% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Este número leva em consideração a atividade agropecuária, realizada nas propriedades rurais, ‘dentro da porteira’, e os demais segmentos que formam o agro, ‘antes e após a porteira’. É um setor que exerce papel essencial na geração de emprego. Cerca de 30% da força de trabalho no País está empregada em atividades ligadas ao agro. Considerando somente a agropecuária, o setor movimentou, de janeiro a junho deste ano, mais de 117 mil novos postos de trabalho, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Apesar de tudo, em termos de valorização do produtor rural, há muito o que avançar! Ainda não existem respostas ao setor em consonância com sua importância, sendo precárias as condições de infraestrutura voltadas ao desenvolvimento das atividades do setor, como estradas, portos, ferrovias, hidrovias, armazenagem. Além, é claro, da falta de segurança no campo, somada com a questão de acesso ao crédito e ao seguro rural, com custos cada vez mais elevados.

Os números da agropecuária são positivos, como a safra recorde, mas mesmo assim é pouco o reconhecimento da importância que o produtor rural exerce para a sociedade. O Sistema Faeg SENAR, assim como outras instituições, tem trabalhado para mudar essa realidade e mostrar a todos que o setor, em especial homens e mulheres que atuam no campo, empreendedores rurais, são os grandes responsáveis pela produção de alimentos em nosso País e no mundo. Somos do campo. Somos da cidade. Somos todos sociedade!

*José Mário Schreiner é presidente da FAEG, do Conselho Administrativo do SENAR/GO e vice-presidente da CNA

Áreas de atuação