Publicações

Caged
23 de dezembro de 2021
País gera quase 3 milhões de novas vagas no acumulado do ano até novembro
banner.png

O Brasil registrou criação líquida de 324.112 empregos formais em novembro de 2021, conforme o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Previdência. O resultado ficou acima do registrado em outubro, quando havia registrado saldo positivo de 241.766 vagas. O saldo de empregos em novembro é o resultado de um total de e 1.772.766 admissões e de 1.448.654 desligamentos. Em novembro de 2020, o mercado de trabalho formal havia registrado criação líquida de 376.265 postos de trabalho.

Setorialmente, Serviços seguiu registrando a maior contribuição na criação de novas vagas líquidas de emprego (180.960) no mês, seguido de Comércio (139.287), Construção (12.485) e Indústria geral (8.177). O setor Agropecuário registrou queda de 16.797 postos. O avanço da vacinação e a normalização cada vez maior das atividades que dependem da circulação de pessoas seguem como fator determinante para a maior contribuição de Serviços e Comércio na criação de emprego. No caso da agropecuária, o fim das safras da cana-de-açúcar, uva e manga motivaram a dispensa de parte da mão de obra contratada principalmente para colheita, resultando no saldo negativo de empregos para o mês de novembro.

Áreas de atuação