ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Paraná

Patrulha Rural passa a ter turmas periódicas no Paraná
Patrula Rural

Decreto estadual prevê treinamento, elaborado em parceria com o Sistema FAEP/SENAR-PR, como parte da programação de formações da corporação

1 de julho 2022
Por CNA

Decreto estadual prevê treinamento, elaborado em parceria com o Sistema FAEP/SENAR-PR, como parte da programação de formações da corporação A Polícia Militar do Paraná passou a ter uma nova formação, o Curso de Capacitação em Patrulha Rural Comunitária (CCPRC), à disposição de agentes da corporação. Com apoio do Sistema FAEP/SENAR-PR, nos últimos meses, uma turma-piloto do treinamento com 220 policiais foi realizada em Curitiba e Maringá. Com o balanço positivo da iniciativa, o governador Carlos Massa Junior assinou, no dia 27 de junho, um decreto que prevê esse programa de aperfeiçoamento como parte das iniciativas da Polícia Militar do Paraná (PM-PR). O objetivo é manter o quadro sempre atualizado para o atendimento otimizado das demandas de segurança na área rural.

“O combate à violência no campo é uma demanda na qual atuamos historicamente como entidade representativa dos produtores rurais paranaenses. Temos investido um grande esforço para criar uma cultura de que todos os elos da cadeia agropecuária precisam se engajar. Então, para nós é um avanço esse diálogo aberto com as forças de segurança pública do Estado. Essa é uma questão na qual quanto mais estivermos com canais de comunicação alinhados, mais prevenção e mais agilidade no atendimento de possíveis ocorrência vamos ter”, aponta o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette.

0

O capitão Íncare Correa de Jesus, da Polícia Militar do Paraná, lembra que o curso para atualizar os agentes faz parte do projeto chamado PMPR 90, que busca ampliar as ações para proporcionar mais segurança nas áreas fora de zonas urbanas. “O curso foi abrangente, focado na atividade de Patrulha Rural, passou por questões de abordagem policial, doutrina de patrulhamento, atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade e uma série de outros temas relacionados. É um enfoque nas nuances da Patrulha Rural, que envolve tecnologia e principalmente participação da comunidade”, avalia.

Reforço na frota

No mesmo dia em que o governador assinou o decreto ocorreu a formatura dos 220 oficiais que se tornaram patrulheiros rurais concluintes da turma-piloto do CCPRC. O chefe do executivo estadual anunciou, na ocasião, a contratação de 2 mil policiais militares e 400 bombeiros militares aprovados no concurso público realizado no ano passado pela Secretaria da Segurança Pública (Sesp) – estes para atuar em diferentes áreas, não apenas na rural. No mesmo evento ocorreu a entrega de barcos, motos, carros e outros veículos que serão usados em diferentes frentes no trabalho da PM no Estado. Na lista dessas novas viaturas estão 44 caminhonetes modelo Hilux, adaptadas para os serviços da Patrulha Rural.

0

Cartilha orienta produtores

O governo do Estado, em parceria com o Sistema FAEP/SENAR-PR, elaborou uma cartilha sobre Segurança Rural. O material aborda como reduzir as chances de agricultores e pecuaristas serem vítimas de criminosos. Algumas das principais dicas de segurança envolvem mudanças comportamentais, estruturais, nas edificações, cercados e iluminação dos moradores de áreas mais distantes de centros urbanos. Para conferir na íntegra, acesse o site sistemafaep.org.br .