ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Santa Catarina

Dia de Campo em Lajeado Grande apresenta indicadores de propriedade da área de pecuária leiteira
CNA IMAGEM PRINCIPAL7

As Oficinas Técnicas e os Dias de Campo trazem informações complementares e trocas de experiências

26 de agosto 2022
Por Senar

Por: MB COMUNICAÇÃO

Fonte: MB COMUNICAÇÃO

Mais um Dia de Campo na área de bovinocultura de leite foi realizado com êxito no oeste catarinense. Desta vez, o Grupo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), organizado por meio do Sindicato Rural de Xaxim, esteve reunido na última semana, na Fazenda Scanagatta, do produtor Cezar Scanagatta, no município de Lajeado Grande, oeste catarinense.

Além da explanação do técnico de campo Daison Marroco que demonstrou os indicadores com a evolução dos resultados da propriedade após participação no Programa ATeG, o evento contou com palestra sobre “Criação de bezerras e novilhas” ministrada pelo supervisor técnico da ATeG Leandro Simioni. O supervisor regional do Senar/SC, Helder Barbosa, também participou do evento e falou sobre a importância de uma boa gestão e de iniciativas inovadoras para garantir a melhor qualidade na produção.

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial com foco para a pecuária de leite visa oferecer ao produtor um modelo de adequação tecnológica associada à consultoria gerencial, que priorize uma gestão eficiente da atividade para que seja possível alcançar mudanças efetivas no ambiente das empresas rurais. As Oficinas Técnicas e os Dias de Campo trazem informações complementares e trocas de experiências com a finalidade de oferecer acesso a informações práticas e objetivas sobre cada área de atuação.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo , realça que esses eventos realizados em todo o Estado com os produtores que participam da ATeG são ricos em informações e novidades sobre as mais diversas técnicas que envolvem a pecuária de leite. “A participar da ATeG, os produtores adotam modelos de gestão que oportunizam inovar, melhorar a produtividade, reduzir custos de produção e ampliar a rentabilidade. É uma satisfação imensa saber que estamos contribuindo para fortalecer o empreendedorismo no campo”.

Para o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi , os significativos resultados são realidade porque há um trabalho feito com comprometimento e dedicação por todas as equipes e parceiros envolvidos nos programa. “Cada vez que visitamos uma propriedade ficamos orgulhosos por ver de perto que o produtor realmente coloca em prática as técnicas de gestão, genética, manejo, entre outras melhorias oportunizadas pela ATeG”.

A coordenadora da ATeG SC, Paula Coimbra Nunes, observa que, com a ATeG, o produtor explora novas ferramentas que potencializam o crescimento de seus negócios. “São dois anos de acompanhamento para aprimorar as técnicas e o gerenciamento, tornando a produção mais eficiente e lucrativa. As atividades são realizadas com grupos de 25 a 30 produtores organizados de acordo com a produtiva. Quem tiver interesse em participar pode entrar em contato com o Sindicato Rural de sua região”, finaliza.

DADOS ATEG PECUÁRIA DE LEITE

Desde que foi criado em 2016, o programa ATeG na área de pecuária de leite atendeu mais de 5.200 produtores em 209 municípios catarinenses. Atualmente, contabiliza 72 grupos com 2.050 produtores no Estado.