Santa Catarina

Dia de Campo com foco para pecuária de leite é sucesso em Videira
CNA IMAGEM PRINCIPAL1

Aproximadamente 115 pessoas participaram das atividades

20 de setembro 2022
Por Senar

Por: MB COMUNICAÇÃO

Fonte: MB COMUNICAÇÃO

O Dia de Campo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) com foco para a Pecuária de Leite, realizado na última semana em Videira, foi um sucesso. O evento foi promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), com a parceria dos Sindicatos Rurais de Videira e de Caçador. Aproximadamente 115 pessoas participaram das atividades.

A programação iniciou de manhã na Comunidade Baroncello com abertura, seguida por palestra sobre Nutrição de Vacas leiteiras, realizada pelo supervisor regional Jeam Palavro, e explanação de Josiane Minuzzi , do Sebrae/SC, que destacou as principais ações da entidade na região, em especial, o Empretec Rural. Estiveram presentes o presidente do Sindicato Rural de Videira , Ivandro Caregnato , e o vice-presidente regional da Faesc no meio oeste e assessor jurídico da entidade, Clemerson Pedrozo.

No período da tarde ocorreu a visita à unidade demonstrativa, na propriedade do produtor que integra a ATeG Pecuária de Leite, Tarcísio Baroncello . Lá foram apresentadas 25 cultivares de pastagens (forragens como aveia, azevém, trigo e mix forrageiro) para os produtores visualizarem os resultados. Também foram abordados assuntos relacionados ao manejo de pastagens (entrada de altura, saída, posicionamento de cultivares, adubação, fertilidade, conhecimento sobre solo e manejo de plantas).

Segundo Jeam Palavro, o resultado do encontro foi muito positivo. “Tivemos expressiva participação de produtores e as atividades foram desenvolvidas de maneira prática e objetiva. Os participantes discutiram os principais aspectos relacionados à nutrição de bovinos leiteiros e à produção de forragens, além de debater a importância de conduzir pastagens no período de inverno para alcançar altas produtividades”.

A preparação para esse Campo Demonstrativo iniciou em maio e foi conduzida pelas técnicas de campo e engenheiras agrônomas Nayara B Mafra e Suiane Pittol . Na área foram implantadas cultivares de aveias, azevéns, centeios, trigos e variedades de culturas para cobertura de solo. Durante toda a preparação do campo, os animais realizaram três pastejos e, assim, a ação representou o que os produtores vivenciam nas propriedades.

A programação contou, ainda, com a participação dos supervisores técnicos Leandro Simioni, Fernando da Silveira e Guilherme de Mello que abordaram assuntos relacionados às pastagens. Também apoiaram o evento técnicos de campo da região meio oeste.

PROGRAMA ATEG PECUÁRIA DE LEITE

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial visa oferecer ao produtor rural um modelo de adequação tecnológica associada à consultoria gerencial, que priorize a gestão da atividade de forma eficiente e, com isso, permita alcançar mudanças efetivas no ambiente das empresas rurais. As oficinas técnicas e os Dias de Campo têm por objetivo trazer informações complementares e trocas de experiências com a finalidade de oferecer acesso a informações práticas e objetivas sobre cada área de atuação.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo , ressalta que desde que foi criado em 2016, o programa ATeG na área de pecuária de leite atendeu mais de 5200 produtores em 209 municípios catarinenses. Atualmente, a iniciativa contabiliza 72 grupos com 2.050 produtores no Estado. “A ATeG vem sendo essencial para fortalecer o empreendedorismo no campo, gerando mais produtividade e rentabilidade para as famílias”.

Para o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi , os significativos resultados são realidade porque há um trabalho feito com comprometimento e dedicação por todas as equipes e parceiros envolvidos nos programa. “Cada vez que visitamos uma propriedade ficamos orgulhosos por ver de perto que o produtor realmente coloca em prática as técnicas de gestão, genética, manejo, entre outras melhorias oportunizadas pela ATeG”.

A coordenadora da ATeG SC Paula Coimbra Nunes observa que, com a ATeG, o produtor explora novas ferramentas que potencializam o crescimento de seus negócios. “São dois anos de acompanhamento para aprimorar as técnicas e o gerenciamento, tornando a produção mais eficiente e lucrativa. As atividades são realizadas com grupos de 25 a 30 produtores organizados de acordo com a produtiva. Quem tiver interesse em participar pode entrar em contato com o Sindicato Rural de sua região”, finaliza.