ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Associação de apicultores é registrada em Jaciara
07072021110205

O curso despertou o interesse dos pequenos produtores em investir no ramo.

8 de julho 2021
Por Senar

O presidente do Sindicato Rural de Jaciara, Alberto Luiz Chiapinotto, comemorou já na primeira semana de julho o registro da Associação dos Apicultores do Vale do São Lourenço (Apivale). A iniciativa surgiu após o treinamento de apicultura básica realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Sindicato Rural no município. O curso despertou o interesse dos pequenos produtores em investir no ramo.

"O Senar-MT e o Sindicato Rural deram o pontapé inicial. Agora estamos buscando pessoas para auxiliar nas demandas e a construir um projeto duradouro. O próximo passo é a implantação da Casa do Mel, que será realizada em parceria com os poderes municipais", afirma.

Para o presidente, essa é uma forma de incentivar os apicultores a se desenvolverem na atividade. "É uma forma de dar viabilidade e renda. É projetar algo para que as pessoas coloquem em prática os ensinamentos e trabalhem com entusiasmo".

O primeiro treinamento foi ofertado em março e despertou interesse para uma segunda turma que foi realizada dois meses depois. Além do conhecimento técnico na área, os apicultores também receberão treinamento sobre Associação e Cooperativismo, para entenderem melhor o funcionamento da atividade.

Segundo o supervisor da Regional do Senar-MT na região, Jonathan Borges, a demanda é antiga e a proporção que a iniciativa tomou é muito boa. "Depois do curso, fomentamos abrir a associação, o estatuto dela está praticamente pronto e tudo com apoio do Sindicato. E ainda estão aparecendo novos produtores interessados".

Há cinco anos, Antônio Pereira deixou dois empregos na cidade para investir na apicultura. Segundo ele, foi uma experiência muito importante na agricultura familiar e vem dando certo. "Estou muito satisfeito. Hoje, precariamente, eu e minha esposa produzimos em média, 700 a 800 quilos de mel. Agora com o curso, nós teremos a condição de melhorar e com as mesmas colmeias que temos, produzir 1,500 quilos/ano".