ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Santa Catarina

Apicultores do oeste aperfeiçoam e ampliam a produção de mel
CNA IMAGEM PRINCIPAL2

O curso foi ministrado pelo instrutor Luis Celso Steafeniak

8 de setembro 2022
Por Senar

Por: MB COMUNICAÇÃO

Fonte: MB COMUNICAÇÃO

Apicultores que integram o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no oeste catarinense participaram, recentemente, de cursos nos municípios de Águas Frias e Serra Alta. O objetivo foi aperfeiçoar ainda mais o conhecimento sobre novos métodos, tecnologias e manejos. A iniciativa é do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), em parceria com o Sindicato Rural de Pinhalzinho.

O curso foi ministrado pelo instrutor Luis Celso Steafeniak e contou com a presença do técnico da ATeG Apicultura Guilherme Karlinski e do supervisor técnico Leandro Simioni. Segundo o Sindicato Rural de Pinhalzinho, a iniciativa teve excelente aceitação dos produtores. Outro fator que agregou muito foi a integração de grupo, pois, “ao conhecer realidades diferentes, os produtores têm a tendência buscar inspiração nos pontos positivos”.

Simioni realça que o trabalho tem transformado a realidade dos apicultores com orientações simples e assertivas. “Cuidados com alimentação das colmeias, padronização das caixas, controles sanitários, troca de rainhas, dentre outros, vêm aumentando significativamente a produção de mel. Além do processo produtivo ajustado, a ATeG vem estimulando os controles gerenciais e avaliando o desempenho técnico e econômico das propriedades assistidas”.

ATEG APICULTURA

A assistência técnica e gerencial nas propriedades rurais possibilita acompanhar os apicultores em todas as etapas de produção, desde atividades de campo até processos gerenciais. Durante dois anos, os técnicos fazem visitas mensais aos produtores e controlam de perto a evolução da atividade. O trabalho tem transformado os manejos com orientações sobre controle da nutrição, sanidade, genética, manejo dos espaços, controle populacional e análise de gestão.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo , salienta que para ter eficiência na apicultura é preciso garantir a melhoria do processo produtivo. “Precisamos aproveitar os potenciais que nosso Estado tem para ampliar resultados e fortalecer a produtividade e a rentabilidade dos negócios do segmento. A ATeG surgiu justamente para auxiliar na organização das propriedades e no aperfeiçoamento técnico da atividade. Para isso, oferece acompanhamento técnico mensal, oportunizando trazer mais segurança na tomada de decisões e ampliar as oportunidades de investimento e de avanços no mercado”.

O superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi , realça que o programa na área de apicultura teve início em 2016 e, desde então, atendeu mais de 380 produtores. “São dois anos com acompanhamento dos técnicos que fazem visitas mensais aos produtores e controlam de perto a evolução das propriedades nas atividades de campo e nos processos gerenciais. O trabalho tem transformado as propriedades com um eficiente controle da nutrição, sanidade, genética, análise de gestão, entre outros”.

A coordenadora do programa em SC, Paula Araújo Dias Coimbra Nunes , explica que a ATeG auxilia na organização das propriedades, capacitar para o empreendedorismo e a gestão do negócio, e eleva a renda e a produtividade, buscando eficiência e eficácia, ajuda a aumentar a rentabilidade, entre outros benefícios. Com esse acompanhamento técnico mensal, os produtores ampliam as oportunidades de investimento e de mercado. Quem tiver interesse em participar pode procurar o Sindicato Rural de sua região”.