ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Santa Catarina

Programa Saúde da Mulher Rural, do SENAR-SC, atende 600 produtoras em outubro

Iniciativa do Sistema Faesc/Senar ocorreu nos municípios de Bom Retiro, Palmeira, Paulo Lopes e Treviso

1 de novembro 2018
Por Senar

“Foi gratificante participar e conhecer um pouco mais sobre os cuidados essenciais com a saúde. Aprendi muitas coisas que não sabia sobre as doenças que atingem as mulheres e foi esclarecedor”, afirmou  Bernadete Weiss , produtora rural no município de Palmeira. Pela primeira vez Bernadete participou do Programa Saúde da Mulher Rural promovido pelo O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc).

01

A iniciativa, que teve como objetivo gerar oportunidades de educação e prevenção do câncer do colo do útero, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das mulheres do meio rural por meio da prevenção de doenças, ocorreu em quatro municípios no mês de outubro.

“As orientações que recebemos foram muito importantes para nos conscientizarmos sobre os cuidados com a nossa saúde e de nossa família. No interior, muitas vezes não temos esse olhar cuidadoso, por isso fico agradecida a todos os profissionais tanto da prefeitura como do Senar/SC que nos possibilitaram momentos de reflexão e autocuidado”, complementou a produtora rural.

04

Além de Palmeira, os municípios de Bom Retiro, Treviso e Paulo Lopes promoveram o programa em parceria com as Secretarias de Saúde das cidades e dos Sindicatos Rurais de Florianópolis, Bom Retiro, Nova Veneza e Otacílio Costa. Ao todo, 600 produtoras rurais foram atendidas nos eventos. 

Durante o programa foram realizados exames Papanicolau e desenvolvidas atividades com o foco na prevenção. “Buscamos sensibilizar e conscientizar as mulheres do meio rural sobre a importância da prevenção de doenças, por meio de palestras sobre saúde preventiva, com foco no câncer do colo do útero”, enfatizou a coordenadora estadual do programa,  Gisele Kraieski Knabben.

De acordo com o superintendente do Senar/SC,  Gilmar Antônio Zanluchi,  a intenção foi oportunizar momentos de reflexão sobre os cuidados essenciais com a saúde da mulher do meio rural. Sabemos que, muitas vezes, as mulheres são aquelas que cuidam de todos, mas esquecem de si mesmas. Por meio dessa ação buscamos estimular nelas o reconhecimento de sua importância e de como devem cuidar de si mesmas. Saúde é a base inicial para tudo”.

O presidente do Sistema Faesc/Senar,  José Zeferino Pedrozo,  acrescentou que a missão do Sistema é alertar as mulheres com relação a incidência do câncer entre as mulheres do meio rural. Para isso é necessário alertá-las com relação ao diagnóstico precoce das doenças uma vez que, quanto antes for identificada, mais tranquilo e exitoso é o tratamento. “Geramos momentos de educação e prevenção, levando conhecimentos que possibilitem a mudança de atitudes favorecendo melhor qualidade de vida”.

08

Os eventos foram acompanhados pelos presidentes dos Sindicatos Rurais do qual os municípios fazem parte e também pelas supervisoras do Senar/SC na região Sul  Sueli Silveira Rosa  e Planalto Serrano  Stephanye Fanton.