ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Minas Gerais

Curso em EaD do Sistema FAEMG para prevenção a incêndios atrai mais de 500 interessados

24 de agosto 2020
Por Senar

O Treinamento de Prevenção e Combate a Incêndio em Canavial, curso em EaD desenvolvido em parceria entre Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig) e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBM-MG) recebeu mais de 500 interessados em se inscrever já em sua primeira oferta.

Para a coordenadora de Inovação e Conhecimento do Sistema, Tércia Almeida, considerando esse período de seca e alto índice de incêndios, esse treinamento vem exatamente para suprir essa demanda e capacitar pessoas nesse sentido. “Estamos falando de educação corporativa. Esse foi um treinamento completamente personalizado para atender os parceiros envolvidos nesse projeto. Entendemos que conseguimos formatar um produto educacional que atende essa necessidade”, diz.

A proposta é de um modelo híbrido de treinamento com três módulos disponibilizados na Plataforma Educacional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES. Além dos conteúdos das videoaulas, são disponibilizados, também, material complementar, avaliação modular dos conteúdos e certificado ao final das três etapas, o que possibilita aos participantes acesso ao quarto e último módulo, simulado presencial, proposto por orientação do CBM – MG, complementa a coordenadora.

Parcerias no Triângulo

“Essa é uma iniciativa inédita de extrema importância para o setor. A parceria possibilitará a qualificação para maior eficiência na prevenção e combate aos incêndios em canaviais, que causam vultosos prejuízos, forte impacto ambiental e grande risco para as pessoas”, opina o gerente ambiental da Siamig, Jadir Oliveira. “Agradecemos ao Sistema pela formatação do curso online, aos bombeiros, que ministrarão as aulas e também aos nossos associados e parceiros, que se engajaram nessa ação preventiva”, acrescenta.

A busca para tentar frear os incêndios e impulsionar as intervenções preventivas também incluiu, além do o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Siamig e Sistema FAEMG/SENAR/INAES, a TV Integração, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Associação Mineira da Indústria Florestal (Amif), com o desenvolvimento de uma campanha de Prevenção e combate aos incêndios, principalmente, na região do Triângulo Mineiro, onde têm as maiores ocorrências.

Isso tem garantido a produção de peças publicitárias alertando quanto à necessidade de denúncia aos incendiários. O material está sendo veiculado pela TV Integração em Uberaba, Uberlândia, Ituiutaba e Araxá, numa área de cobertura em torno de 233 municípios. Foram produzidos também posts para a rede social, chamando a atenção para os prejuízos econômicos, ambientais e a necessária educação para o cuidado com o fogo desde a infância.

Intervenção humana

De acordo com levantamento do Corpo de Bombeiros, Minas Gerais já registra uma média de 42 incêndios florestais por dia em 2020. A corporação alerta que 99% dos casos são causados pela intervenção do homem, como queimadas criminosas em áreas de pasto, guimbas de cigarro e até mesmo pequenos atos, como queima de folhas no quintal.

De janeiro a julho, foram 8.719 intervenções em matas do Estado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, só em julho foram registrados 3.500 incêndios florestais. Desses, 1.210 na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sendo 862 na capital.

Nos últimos dias, um grande incêndio consumiu uma área do Parque da Serra da Canastra durante seis dias. Bombeiros e brigadistas da região e dos parques nacionais do Caparaó, Serra do Cipó e Serra dos Órgãos ajudaram a debelar o fogo, que consumiu uma área que equivale a mais de 33 mil campos de futebol.