ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Atendimentos da ATeG chegam aos municípios de Rondonópolis e Querência
29042021105708

Cinco cadeias produtivas vão ser beneficiadas entre elas a da bovinocultura de leite e piscicultura.

29 de abril 2021
Por Senar

O programa Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) continua ampliando seus atendimentos para mais municípios mato-grossenses. As cidades beneficiadas pelo programa desta vez são Rondonópolis e Querência.

Os municípios fazem parte da meta da ATeG de atender mais 20 cidades do estado neste ano. Ao todo, cinco cadeias produtivas vão ser beneficiadas entre elas a da bovinocultura de leite, piscicultura e fruticultura.

Segundo o coordenador da ATeG, Armando Urenha, os produtores das novas frentes estão ansiosos para o início dos atendimentos. "Por conta da carência de assistência técnica, a maioria dos produtores vê nos atendimentos da ATeG uma boa oportunidade para melhorar os rendimentos de sua propriedade".

A piscicultura foi a cadeia produtiva escolhida para beneficiar o município de Querência. Segundo a mobilizadora do Sindicato Rural de Querência, Izadora Gomes Canhete, cerca de 15 propriedades vão receber os atendimentos. "Temos muitos piscicultores na região. Neste primeiro momento tivemos a adesão de 15 produtores e estamos nos articulando para atender mais dois que demonstraram interesse".

O supervisor da Regional do Senar-MT, Kleber Muller, conta que as reuniões de alinhamento entre Sindicato Rural de Querência, equipe técnica do Senar-MT e representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, parceiros do programa, já ocorreram e que as primeiras visitas já foram realizadas.  "O objetivo dessas primeiras visitas foi explicar a dinâmica das próximas ações, como também solucionar dúvidas dos produtores rurais em relação ao programa".

Já em Rondonópolis, a cadeia produtiva que será atendida é a bovinocultura de leite.  Jonathan Borges, supervisor de regional, conta que a equipe técnica também já realizou as primeiras visitas acompanhada do técnico de campo que vai atender a região. "Neste primeiro momento, as visitas resultaram em uma agenda com previsão de atendimentos para o início do mês de maio".

Segundo a gerente do Sindicato Rural de Rondonópolis, Fabrizia Hinrichsen, nesta primeira etapa 30 produtores rurais serão atendidos, com a previsão de abertura de mais uma frente. "Com o sucesso dos atendimentos da ATeG, outros produtores da região nos procuraram e estamos articulando para abrir mais uma frente e atender também produtores da cadeia produtiva do leite do município de São José do Povo".

É importante lembrar que as ações do programa estão acontecendo de acordo com o regresso da disseminação do vírus da Covid-19 no estado. Além disso, estão sendo seguidas as restrições sanitárias e decretos vigentes de cada região.