Irrigação

A CNA trabalha pelo desenvolvimento sustentável de áreas irrigadas no Brasil. Na estrutura da CNA, a Comissão Nacional de Irrigação coordena as ações de promoção à reservação de água como atividade de segurança nacional e de uso de tecnologias eficientes de uso da água para atividade agropecuária, propõe soluções e promove articulações junto aos Poderes Executivo e Legislativo e aos demais órgãos e entidades do setor. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) fomenta a capacitação e presta assistência técnica e gerencial na propriedade rural. Explore as ações relacionadas à irrigação e saiba mais sobre o que o Sistema CNA está fazendo pelo produtor rural.

A Comissão Nacional de irrigação foi criada durante o 8º Fórum Mundial da Água, ocorrido em 2018 em Brasilia. O objetivo é atuar no âmbito politico, técnico e econômico do setor defendendo e representando os interesses do agricultor irrigante. A comissão é formada por representantes das Federações Estaduais de Agricultura e Pecuária e por entidades civis ligadas ao setor da irrigação.

Comissão Nacional de Irrigação

Relato das ações da Comissão

  • Adequar normas federais para o desenvolvimento sustentável de áreas irrigadas;
  • Promover a reservação de água como atividade de segurança nacional;
  • Direcionar o lócus institucional da Politica Nacional de Irrigação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento;
  • Representar os irrigantes no Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH);
  • Induzir e apoiar a construção do Plano Nacional de Irrigação;
  • Majorar a representatividade dos irrigantes nos diversos fóruns e conselhos de recursos hídricos e de irrigação de âmbito nacional;
  • Promover e difundir as tecnologias eficiência do uso da água;
  • Difundir que a irrigação é um uso nobre da água.

Membros

Representação Representante Federação UF
Presidente Presidente - Eduardo Veras de Araújo CNA DF
Vice presidente 1º Vice-presidente - Júlio Cézar Busato CNA DF
Vice presidente 2º Vice-presidente - Renan Dalmaschio Reisen CNA DF
CNA CNA - Gustavo dos Santos Goretti CNA DF
CNA CNA - Nelson Ananias Filho CNA DF
Membro Helvécio Saturnino ABID -
Membro Jailson Lira de Paiva FAEPE PE
Membro Ivo Mello AUD -
Membro Eldo Costa AUSM -
Membro Cláudio Malinski COOPA/DF -
Membro José Carlos Pires IRGA -
Membro Vandemberk Rocha de Oliveira FAEC CE
Membro Rubilar Da Rocha Portal FAEAP AP
Membro Neder Maciel Corso FAEP PR
Membro Mauricio Swart ASPIPP -
Membro Lucelia Denise Avi Perin FAMATO MT
Membro Alfonso Sleutjes FEBRAPDP -
Membro Lineu Neiva Rodrigues EMBRAPA CERRADOS -
Membro José Tome Oliva Antunes FAPEDF DF
Membro Caio Cesar Coimbra FAEMG MG
Membro Jordana Gabriel Sara FAEG GO
Membro Hugo Valério De Abreu Siqueira FAERJ RJ
Membro Guilherme Silva Oliveira FAEMG MG
Membro Carla Beck FAEP PR
Membro Glauciana Pereira de Araújo AIBA -
Membro Cesar Rodrigues Viana FAEMA MA
Membro Daniele Coelho Marques FAMASUL MS
Membro Eduardo de Oliveira Cabral FAEG GO
Membro Epitácio Silva Rocha Junior FAEMA MA
Membro Elmar Wagner ABID -
Membro Fernando Rechsteiner FARSUL RS
Membro Eduardo Conderelli FARSUL RS
Membro Dorly Scariot Pavei FAMASUL MS
Membro Djalma Donizete Dela Rovere FAESP SP
Membro Guilherme Moraes Saldanha FAERN RN
Membro Carlos Ribeiro Soares FAET TO
Membro Bruno Bruner Santos IRRIGANOR -
Membro José Brilhante Neto FAPEDF DF
Membro José Cisino Menezes Lopes AIBA -
Membro Laura Venturi Rutz FAMATO MT
Membro Marcos Brandão Braga EMBRAPA HORTALIÇAS -
Membro Anisio Henrique Leite Santana FAERN RN
Membro Maurício Cezar Gomes De Salles FAERJ RJ
Membro Murilo Antonio Pedroni FAES ES
Membro Paulo Leite De Mendonça FAEAP AP
Membro Priscila Silvério ASPIPP -
Membro Silvio Carlos Ribeiro Vieira Lima FAEC CE
Membro Rejane Falcão De Ataíde FAET TO
Membro Ricardo Sato Tsuchya FAESP SP
Membro Saymo Santos Fontes FAESE se
Membro Rowena Betina Petroll IRRIGANOR -
Membro Thiago Luiz Orletti FAES ES

Participação em fóruns, Câmara Setorial ou Grupos de Trabalho

Participação em fóruns, Câmara Setorial ou Grupos de Trabalho

2019 – 1º semestre

Implantação dos Polos de Irrigação

A proposta do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) é criar vários polos de irrigação pelo Brasil em regiões onde a irrigação já esteja presente e precise de ações pontuais para um desenvolvimento mais rápido e consistente. No projeto, a CNA é a principal interlocutora nacional com produtores rurais para a formação dos polos de agricultura irrigada.

Em 2019, com auxílio do Sistema CNA foram criados dois polos de irrigação: Vale Araguaia (GO), Santa Maria (RS). Outros quatro polos já estão em fase de planejamento para serem criados no segundo semestre: Cristalina (GO), Luis Eduardo Magalhães (BA), Unaí e Paracatu (MG) e Sorriso (MT).

Retorno da cumulatividade dos descontos das contas de energia elétrica de irrigantes e aquicultores

A CNA coordenou a ação para reestabelecer, parcialmente, os descontos concedidos ao irrigante da classe rural obtidos com a equalização da Conta de Desenvolvimento Elétrico-CDE.

A CNA informou a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Ministro do Desenvolvimento Regional e o Ministro de Minas e Energia quanto aos efeitos econômicos negativos para setor rural da retirada da contribuição da CDE. As articulações surtiram efeito desejado, até que o Presidente Jair Bolsonaro editou o Decreto nº 9.744, em quatro de abril de 2019, resgatando a cumulatividade dos descontos para os irrigantes e aquicultores.

Como efeito do decreto, os produtores terão retorno do desconto da tarifa de energia elétrica noturna na ordem de 10%. Antes da publicação do Decreto Nº9.744, a redução do desconto para os irrigantes e aquicultores poderia chegar a 43%. O Comunicado Técnico qcom detalhes sobre a medida podem ser acessados em www.cnabrasil.org.br.


Notícias

Vídeos