Minas Gerais

Sonho realizado: barraco dá lugar a casa
Casa

27 de julho 2022
Por Senar

O barracão de lona, suspenso por algumas toras de madeira e tendo a palha de coqueiro como parede, foi a alternativa que Cleonice Francisco Pereira, de 48 anos, encontrou para conseguir viver na pequena propriedade rural que herdou dos pais, na comunidade de Roçadinho, no município de Lontra. Já são cerca de sete meses vivendo no espaço improvisado, mas essa realidade está com dias contatados. Com o curso de pedreiro e construções rurais do Sistema FAEMG, Cleonice conseguiu a ajuda que faltava para conquistar a tão sonhada casa própria.

“Fui presenteada. É muito gratificante. Realizei um sonho que achava impossível. Eu me mudei para o terreno após minha separação. Meu objetivo é fazer do espaço um local de sustento, com plantio de mandioca, andu, feijão, entre outros”.

A demanda do curso chegou ao Sindicato dos Produtores Rurais de Montes Claros, que identificou a possibilidade de unir o treinamento à situação de vulnerabilidade social vivenciada pela moradora, que não conseguia arcar com os custos com pedreiros e materiais para executar a construção.

Em quatro dias, toda a base da casa estava de pé, com os alunos do curso colocando em prática os conhecimentos obtidos. Janelas, portas e muros de tijolos agora passam a fazer parte da rotina de Cleonice, que acompanhou de perto a execução do projeto, já que ela própria também foi aluna do curso. Este foi o primeiro contato da moradora com o Sistema FAEMG, e ela, atualmente desempregada, não escondeu a emoção.

“Eu não conhecia o Sistema FAEMG e ainda não tinha feito curso. Agora sei a importância que é este trabalho, como é tudo sério. A prova está aqui, onde vou morar. Toda a turma aprendeu junto, e todos me ajudaram no fim das contas. Estou muito feliz”.

imagem Cleonice morava em um barraco na comunidade rural
imagem Casa de Cleonice sendo construída por alunos do curso

O Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Montes Claros, José Avelino, destaca a importância de aliar os cursos para o produtor rural com a promoção do bem-estar da população.

“Estamos treinando profissionais e beneficiando quem está precisando receber ajuda. Neste curso, aliamos a formação e a necessidades de uma pessoa em vulnerabilidade social, que estava vivendo ao relento. Agora, a moradora recebe do produtor rural o benefício de uma casa, para construir uma vida digna. Além disso, também serviu como oportunidade para que a Cleonice também se capacitasse, para conhecer os nossos cursos, ter sua renda e melhorar condição de vida”, destacou.

Darliana Fagundes Gomes, que mora em uma comunidade vizinha, também participou do curso. Ela, que ajuda a cuidar dos pais já idosos, sabe da importância de um lar seguro. “Sabia da história dela e que não tinha condições de construir a casa. Acho muito importante ajudar. Logo que finalizamos, a felicidade estava estampada no rosto de Cleonice. Ela se emocionou. Nós, alunos do curso, aprendemos e ajudamos uma pessoa. Sei que um pouco do meu esforço está agora como moradia para a Cleonice viver”.

“Eu achava impossível ter minha casa. Agora estou contando os dias para mudar para a casa. Vou ganhar mais qualidade de vida, ter um lar. Todos os dias agradeço a Deus por isso”, finalizou Cleonice, que já faz planos para mobiliar a casa, que está na fase final de ajustes.