Santa Catarina

Sistema Faesc/Senar-SC discute estratégias de fomento à pecuária de leite no Estado
SITE VEJA TAMANHO 3 220523 175126

O evento reuniu técnicos que executam o programa e supervisores técnicos.

23 de maio 2022
Por Senar

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado de Santa Catarina (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária (Faesc), promoveu na última semana, na Pousada Rural do Sesc Lages, o Encontro Técnico do Programa de Assistência Técnica e Gerencial – AteG Pecuária de Leite. O evento reuniu técnicos que executam o programa e supervisores técnicos.

A coordenadora da ATeG SC Paula Coimbra Nunes discutiu as ações do próximo semestre e fez uma avaliação das atividades desenvolvidas nas propriedades até o momento neste ano. “Já tivemos muitos avanços graças ao envolvimento de todos e as expectativas são ainda melhores porque o Sistema Faesc/Senar-SC prioriza o aperfeiçoamento profissional de todas as equipes presentes nas propriedades. Esse encontro foi fundamental para discutirmos estratégias para que todos atuem de forma alinhada, oferecendo um trabalho com a melhor qualidade possível”.

O superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, reconheceu a importância da atuação dos técnicos e supervisores para a conquista dos resultados “que são cada dia melhores” e valorizou o trabalho em equipe feito com dedicação e profissionalismo. “Além de trazer conhecimento, o encontro permitiu trocar experiências sobre o trabalho nas propriedades e oportunizou discutir melhorias para oferecer uma assistência técnica e gerencial cada vez melhor aos produtores. Nosso objetivo é que o trabalho nas propriedades seja de excelência”.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, observou que a produção leiteira é uma importante fonte de geração de renda para Santa Catarina. “Responsável pelo movimento econômico de diversos municípios do Estado, a atividade representa um segmento estratégico para muitos produtores rurais. O nosso trabalho por meio da ATeG, somado às ações realizadas por órgãos do Governo e outras entidades, é essencial para manter um padrão de qualidade na pecuária de leite”.

De acordo com Pedrozo, desde que foi criado em 2016, o programa ATeG na área de pecuária de leite atendeu mais de 5200 produtores em 202 municípios catarinenses. Atualmente, a iniciativa contabiliza 72 grupos com 2050 produtores no Estado.

PALESTRAS EM EVIDÊNCIA

A programação do primeiro dia contou com palestra “Sisateg aplicado à ATeG Bovinocultura de Leite”, ministrada pela zootecnista e coordenadora da Central de Dados Sisateg do Senar Nacional, Julia Carolina B. de Deus e sobre as principais competências do profissional de ATeG com o consultor do Senar, Erno Menzel.

No segundo dia de evento, o médico veterinário Adriano Seddon, pioneiro em Compost Barn no Brasil e sócio da Cowcooling, falou sobre “Conforto animal e fisiologia do estresse térmico – princípio de resfriamento de vacas leiteiras” e a segunda será sobre os “Principais pontos nas instalações de sistemas resfriamento – gestão do sistema de resfriamento”.