ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Sindicatos Rurais do Araguaia comemoram a chegada do Polo Tecnológico do Senar-MT
Whats App Image 2021 12 06 at 08 57 58 edited

Os presidentes dos Sindicatos Rurais da região do Araguaia comemoraram o lançamento da pedra fundamental do Polo Tecnológico do Araguaia.

6 de dezembro 2021
Por Senar

Com a expectativa de realizar os primeiros cursos já no início de 2022, o Polo Tecnológico do Araguaia que será construído pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) deixou as lideranças da região bem animadas. Dentro de 40 hectares doados pela prefeitura de Água Boa serão construídos três blocos. A expectativa é que tudo fique pronto em três anos.

De acordo com o superintendente do Senar-MT Francisco Olavo Pugliesi de Castro, conhecido como Chico da Pauliceia, como os treinamentos da instituição têm aulas práticas, haverá condições de começar a trabalhar na área fazendo as aulas práticas dos treinamentos ofertado pelos Sindicatos Rurais da Região e a instituição. “Vamos colocar containers para atender a demanda inicial e, paralelamente, vamos construindo”.

Com potencial para treinar cerca de 8.400 pessoas por ano, o Polo Tecnológico do Araguaia terá 15 salas de aula amplas. Também terá quatro espaços específicos que incluem uma cozinha escola, uma sala de simulação de pulverização e mais dois espaços para aulas de informática.

No espaço de 7.138,61 m² serão construídos quatro blocos. Um será para administração com espaço multiuso no andar superior e, mais uma recepção e um auditório para 130 pessoas. O bloco dois será um galpão de máquinas, o três será para a educação formal e o quatro será o refeitório, com sala de aula gastronômica, vitrine e cozinha.

Esta unidade terá pivô central, estrutura para formação de brigadistas, antena para cobertura de internet e cabeamento de fibra ótica. O centro de treinamento do Araguaia terá ainda como estrutura de apoio, estacionamento de veículos e ônibus, acesso separado para veículos pesados, área de abastecimento e lava-jato, depósito fitossanitário, galeria de lixo com segregação, usina fotovoltaica, alojamento e casa para o caseiro.

COM A PALAVRA OS PRESIDENTES DOS SINDICATOS RURAIS

Água Boa – Geraldo Antônio Delai  – “A educação, informação e o conhecimento nunca são demais para as pessoas. A mão de obra qualificada sempre foi uma dificuldade para a nossa região. A chegada de uma estrutura como esta do Senar-MT irá facilitar de forma considerável a capacitação dos nossos colaboradores. A capacidade de treinar mais de oito mil pessoas por ano vai dar um salto significativo nesta área. Estamos otimistas.”

Campinápolis – Joaquim José de Almeida –  “Sempre tivemos dificuldade com o ensino e a educação em nosso município. Este Polo Tecnológico contribuirá com a formação profissional dos nossos moradores. Tenho certeza que será um grande sucesso. Aprender nunca é demais, ainda mais com uma estrutura como esta que o Senar-MT está propondo. Nós de Campinápolis vamos utilizar muito o Centro de Treinamento.”

Canarana – Alex Wisch  – “Em Canarana não conseguíamos realizar muitos treinamentos por falta de espaço adequado e de maquinários. Com o CT instalado em Água Boa vamos demandar muitos cursos e, com isso, minimizar o gargalo que é a falta de mão de obra qualificada. Assim, como Campinápolis, vamos utilizar muito esta estrutura ofertada pelo Senar-MT e investir na mobilização para aumentar cada vez mais o número de capacitados.”

Gaúcha do Norte – Josenei Zamolin  – “Para nós, o grande ganho foi ficar mais próximo de um Centro de Treinamento. Era inviável mandar nossos alunos para Sorriso ou Campo Novo do Parecis. Outro ponto positivo é que os participantes dos cursos vão aprender a operar as máquinas utilizando aquelas que eles utilizam em seu dia a dia. Isso também vai acontecer com outros tipos de equipamentos e também com a parte prática de todos os cursos do Senar-MT. Com uma estrutura desta, tão próxima de nós, e todos querendo capacitar seus profissionais vamos ter um número maior de pessoas aptas para atuar no campo e, com isso, não teremos tanta rotatividade de profissionais.”

Querência – Gilmar Reinoldo Wentz  – “Com a disponibilidade do Senar-MT buscar os alunos para fazer os cursos no Centro de Treinamento em Água Boa, tenho certeza que vamos melhorar muito e minimizar este gargalo que é a falta de mão de obra qualificada. Nosso empenho é aumentar o número de participantes em nossos treinamentos e fazer um bom uso deste Polo Tecnológico.”