ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso do Sul

Produtor muda forma de alimentação dos peixes com recomendações do Senar/MS
Capa Piscicultura Transformando Vidas

Case de sucesso foi tema do “Dia de Campo Virtual” transmitido no YouTube do Sistema Famasul.

13 de dezembro 2021
Por CNA

Com as orientações da Assistência Técnica e Gerencial em Piscicultura do Senar/MS, o produtor rural Paulo Miyashita e sua esposa Cleide Miyashita passaram a ter um controle mais profissional com a alimentação e acompanhamento dos peixes da propriedade. Esse é o case de sucesso da série #TransformandoVidas desta semana.

“Antes a gente tratava os peixes à reveria, não se preocupava com quantidade e com o tipo de ração. Hoje a parte administrativa, as compras, nós não estamos comprando de qualquer jeito. Estamos comprando uma quantidade de ração que os peixes necessitam, a qualidade, que tipo de ração vai ser colocado por fase”, detalhou Paulo.

Além da alimentação, o manejo adequado foi orientado pelo técnico de campo que atende a propriedade. Mudanças na densidade – quantidade de animais por metro quadrado – e recomendações para reforma de viveiros escavados foram algumas das recomendações.

“A gente tem uma perspectiva muito grande das melhorias no dia a dia. A transformação foi muito grande. Se você ver o antes e agora é totalmente transformado. Graças a um suporte técnico que nós tivemos por aqui, que é o Senar. E a gente está cada dia a melhorar. Estamos fazendo investimento e eu creio que a piscicultura vai ter o retorno”, finaliza o produtor.

O case de sucesso promovido pela Assistência Técnica e Gerencial do Senar na propriedade de Paulo foi tema do “Dia de Campo Virtual em Piscicultura”, transmitido na terça-feira (7), pelo canal Sistema Famasul do Youtube, para assistir 

Transformando Vidas  – Toda sexta-feira, o Sistema Famasul divulga uma reportagem sobre a atuação do Senar/MS e as suas transformações no campo. Confira outras histórias de sucesso no canal no YouTube, e conteúdos sobre Piscicultura em ‘Mercado Agropecuário’ e ‘Educação no Campo’.