ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso do Sul

Pioneiro no Brasil, Senar Mato Grosso do Sul lança conceito ESG
Whats App Image 2022 06 03 at 18 16 43

Encontro trouxe palestrantes renomados para abordar as diretrizes sociais, de sustentabilidade e governança.

3 de junho 2022
Por Senar

Mais de 800 pessoas entre técnicos, instrutores, representantes de sindicatos rurais, lideranças do agro e colaboradores do Sistema Famasul, participaram, nesta sexta-feira (03), em Campo Grande, do lançamento do Senar ESG, que apresentou conceitos sociais, ambientais e de governança a serem intensificados nas ações da instituição em Mato Grosso do Sul.

“O termo ESG vai muito além do seu significado. O propósito é gigante e envolve a população de uma forma geral. Este encontro mostra a grandeza do nosso estado. E todos aqui presentes têm papel fundamental nos avanços econômicos, sociais e ambientais nos resultados já alcançados. No ano em que comemoramos os 45 anos, junto com a divisão do estado, referência para o agro do mundo, celebramos mais esta conquista”, afirma o presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni.

“Mato Grosso do Sul é referência em tudo que faz. O Sistema Famasul é uma instituição com grande capilaridade e responsabilidades. É a família rural que produz alimento para as famílias da cidade. Buscarmos cada vez mais eficiência nas nossas entregas”, explica o diretor geral do Senar, Daniel Carrara.

“Na experiência que tive nesta instituição, aprendi que o trabalho modifica a vida de produtores em diferentes camadas. Talvez os próprios profissionais que levam conhecimento para o campo, não tenham ideia da importância do trabalho de cada um de vocês. Já temos uma agricultura e pecuária sustentáveis e, agora, o setor passa a ter uma msisão ainda maior: colocar o ESG em tudo, dentro e fora da propriedade, e elevar ainda mais o conceito e as potencialidades do nosso estado”, afirma a deputa federal e ex-ministra de Agricultura Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

Palestras

A primeira palestra foi do produtor rural Eduardo Riedel, com exemplos práticos de sustentabilidade, que fazem parte da realidade do estado. “O que fazemos hoje é projeção para as próximas gerações. Mato Grosso do Sul é o 7º no ranking nacional de sustentabilidade e o Senar tem parte importante neste dado. A instituição envelopa conceitos e mostra para o mundo que é possível incorporar o ESG em todas as atividades produtivas”.

O superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, mostrou o tamanho da missão da instituição em números. “Os programas da Assistência Técnica e Gerencial são força motriz dos atendimentos da instituição. O nosso compromisso está diretamente ligado ao alcance. A meta é estar em todas as propriedades rurais do estado, levando a sustentabilidade em todas as etapas”.

“A gente quer saber de onde é a carne que compramos, quais os municípios mais comprometidos com essa agenda. Cada consumidor carrega consigo uma particularidade, uma forma de escolher, de acordo com a sua cultura, seu conhecimento, sua vivência. Ele escolhe alimentação de qualidade, acessível, confiável. E por isso é tão importante que todos estejam preocupados com as questões ambientais e sociais, que todos pensem de maneira sustentável”, afirma Lúcio Vicente, diretor de assuntos corporativos e sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil.

O neuropsicólogo, Eduardo Shinyashiki, falou sobre os desafios e o futuro sustentável. “Quando a gente ouve falar de uma propriedade que deu certo, com toda certeza tem uma família estruturada, com gestão, envolvida e comprometida com o seu negócio. Tenho convicção de que os técnicos aqui presentes encontram , numa primeira visita, pessoas que estão sem saber para onde ir, como agir. Estes profissionais levam consciência de onde é possível chegar, com inteligência e consciência, socialmente sustentável. Precisamos ter mais profissionalismo e menos amadorismo”.

Encerrando a programação, o ex-jogador de basquete, Oscar Schmidt, mostrou a relação do esporte com o agro. Na sua explanação, ele fala da importância do treinamento para alcançar os objetivos. “Tenho um mecanismo de arremesso, ele é o mesmo em qualquer lugar que eu vá. Não é sorte, é o treino que traz resultados. O maior jogo da minha vida foi a minha paixão, o encontro com a mulher que hoje é a minha esposa, o crescimento dos meus filhos, e a maior vitória está nas pequenas conquistas"

Participaram do evento: o diretor-tesoureiro da Famasul, Frederico Stella; os diretores Administrativo e Técnico do Senar MS, Clodoaldo Martins e Mariana Urt, respectivamente; além de representantes dos sindicatos rurais e entidades parceiras.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul - Ellen Albuquerque