ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Mais de 300 mudas são plantadas em revitalização de nascente
09112020054949

ação foi a conclusão do treinamento "Reflorestamento para Recuperação de Áreas Degradadas", ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural do município

10 de novembro 2020
Por Senar

Com o objetivo de revitalizar a nascente do Córrego Fundo, no município de Barra do Garças, foram plantadas 310 mudas de árvores em outubro. A ação foi a conclusão do treinamento "Reflorestamento para Recuperação de Áreas Degradadas", ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural do município.

O curso foi uma solicitação do Programa de Revitalização da Bacia do Córrego Fundo, iniciativa criada pelo Comitê Bacia Hidrográfica Alto Araguaia. Participaram representantes de instituições parceiras e membros do Projeto. A capacitação teórico-prática e o plantio das mudas foram um marco na iniciativa, que visa a recuperação da bacia hidrográfica.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Barra do Garças, Eduardo Baroni, a preocupação surgiu a partir de imagens aéreas que demonstraram o nível de assoreamento do Rio Garças. "O Córrego Fundo é o pioneiro de recuperação de nascentes e será uma vitrine dessas recuperações das Áreas de Preservação Permanentes".

Instrutora credenciada junto ao Senar-MT, Waldete Gomes de Santana conta que o curso foi uma oportunidade para que os integrantes do Programa aprendessem na prática, a recuperação ambiental. "Foram dias intensos em que todos ‘pegaram firme’ no plantio de espécies nativas, dando o ponta pé inicial do Projeto. Todos aprenderam na prática as técnicas de restauração da vegetação nativa".

Metodologia -  O treinamento de Reflorestamento para Recuperação de Áreas Degradadas - desenvolvido pelo Senar-MT - ensina conceitos teóricos e práticos desde a legislação ambiental até os tratos culturais e escolha de espécies nativas para uma área específica. Os Sindicatos Rurais são os responsáveis por organizar as turmas de treinamento, de acordo com as necessidades ambientais de cada região.