ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Minas Gerais

Integração da EMATER com a EPAMIG
Design sem nome

Processo de fusão é apresentado ao Sistema FAEMG

5 de fevereiro 2021
Por CNA

A integração entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) foi tema de reunião virtual promovida, nesta quinta-feira, com o Sistema FAEMG/SENAR/INAES.

Durante o encontro, as representantes da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), da EMATER e da EPAMIG abordaram como a integração tem sido planejada e conduzida.

Comentários

“A questão é que dentro da EMATER tem uma pequena EPAMIG e, dentro da EPAMIG, tem uma pequena EMATER. Por isso, se o objetivo das duas empresas é desenvolver a agricultura do estado, por que não pode ser feito em conjunto? Com a boa vontade de todos, esse processo de construção será muito bom para Minas. Porém, estão espalhando fake news, dizendo que iremos acabar com a extensão rural gratuita, e isso não é verdade. Estamos abertos a ouvir todos os posicionamentos com clareza e a refletir sobre eles.” Ana Maria Valentini, secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

“A EMATER tem um histórico respeitável de atuação, mas não é porque estamos bem que não precisamos melhorar. Temos que fortalecer alguns pontos, aprimorar processos, ter uma gestão mais empresarial, já que somos uma empresa pública. Políticas públicas mais estruturadas e visão de futuro irão resultar em uma melhora no serviço que é prestado ao produtor rural. Por isso, temos feito escutas dos servidores da EMATER, da EPAMIG, levantamento de pontos críticos da integração que englobam gestão de pessoal, assuntos contábeis, patrimoniais, entre outros, para que haja um projeto de lei que responda todas as questões.” Luisa Barreto, diretora-presidente da EMATER

“Entendemos que a junção da EMATER com a EPAMIG só trará benefícios para essas duas empresas. Mais do que passar tecnologia, é preciso adotar tecnologia, uma das nossas grandes dificuldades, já que nem sempre a pesquisa gerada pela EPAMIG chega aos extensionistas lá na ponta. E essa transmissão de conhecimento só é possível se for feita de forma institucional, com seminários, diretoria com diretoria, etc. É preciso uma governança única para que as demandas que a EMATER tão bem conhece sejam levadas para a EPAMIG.”
Nilda de Fátima Ferreira Soares, presidente da EPAMIG

“O Sistema FAEMG/SENAR/INAES não tem que interferir em decisões do governo, que é soberano. Estamos juntos em qualquer decisão que for tomada. Se formos consultados, podemos aconselhar, pois tivemos notícias de que outros estados fizeram essa fusão. A recomendação é conhecer esses exemplos e ver o que deu certo. Essa é a nossa posição: primeiro, porque é uma questão política; segundo, porque é uma questão técnica. Estamos juntos com o governo, vamos trabalhar do jeito que vocês entenderem que reflita no melhor desempenho. Nosso objetivo é o desenvolvimento de Minas Gerais e a melhoria da qualidade de vida dos produtores rurais.”
Roberto Simões, presidente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES

“O SENAR Minas apoia as causas da fusão. Se forem muito bem-feitas, estão mais que defendidas. Inclusive, estamos desenhando uma proposta de utilizar o conhecimento embarcado da EPAMIG, por meio de parcerias público-privadas, para servir de referência para o nosso trabalho de assistência técnica-gerencial.”
Christiano Nascif, superintendente do SENAR Minas

Participaram da reunião:

Roberto Simões, presidente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES
Altino Rodrigues Neto, superintendente-técnico do Sistema FAEMG/SENAR/INAES
Christiano Nascif, superintendente do SENAR Minas
Silas Canedo, superintendente administrativo e financeiro do Sistema FAEMG/SENAR/INAES
Ana Maria Valentini, secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Nilda de Fátima Ferreira Soares, presidente da EPAMIG
Luisa Barreto, diretora-presidente da EMATER