ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Minas Gerais

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia em Minas Gerais
Foto site CNA

Os polos de Ensino estão nas cidades de Juiz de Fora, Governador Valadares, Viçosa e São Roque de Minas

25 de agosto 2022
Por Senar

Por: SENAR MINAS

Quatro turmas do Curso Técnico em Zootecnia oferecido pelo SENAR abriram oficialmente suas atividades no último sábado (20), em Minas Gerais. Os polos de Ensino estão nas cidades de Juiz de Fora, Governador Valadares, Viçosa e São Roque de Minas. O curso tem duração de dois anos e é ofertado de maneira híbrida, com 60% da carga horária on-line e 40% de maneira presencial.

Em Viçosa, a turma foi recebida pela gerente de Educação Formal do Sistema FAEMG, Tércia Almeida. Em Juiz de Fora, São Roque e Governador Valadares também foi feita uma aula inaugural presencial, com apresentação de informações sobre o curso, ementa e área de abrangência de aprendizagem. No total, cerca de 105 alunos participaram da abertura das turmas.

Conforme a gerente de Educação Formal do Sistema FAEMG, Tércia Almeida, que acompanhou o primeiro dia de atividades no Polo de Ensino de Viçosa, o curso oferece o desenvolvimento das competências profissionais referentes à produção pecuária e ao processamento de alimentos de origem animal, contribuindo para a competitividade e o desenvolvimento sustentável do setor.

Juiz de Fora

A aula inaugural aconteceu no salão do Sindicato dos Produtores Rurais de Juiz de Fora e contou com a presença do gerente regional do Sistema FAEMG, Wander Magalhães, do presidente do sindicato, Domingos Frederico, e do gerente regional da Emater, Hildebrando Marcelo.

Foram mais de 90 participantes no processo seletivo. Wander Magalhães afirmou que há muita procura por esse tipo de profissional na região. “É uma bacia forte na produção de leite e, até por isso, vamos ter um bom enfoque no gado leiteiro. Pretendemos fazer um bom trabalho formando novos profissionais qualificados para o mercado, para suprir as demandas da região”.

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia - SENAR MINAS

Domingos Frederico disse que é necessário que o campo esteja cada vez mais atualizado com novas técnicas e tecnologias. “Essa é uma boa oportunidade de modernizar as propriedades. Hoje, quem não se moderniza, perde dinheiro. Não há mais espaço para amadorismo na agricultura e pecuária, é preciso profissionalizar”.

O gerente regional da Emater, Hildebrando Marcelo, disse que o curso vem suprir uma defasagem profissional do mercado. “Sendo em Juiz de Fora facilita o acesso para quem é daqui da região, aumentando a acessibilidade de quem tem interesse de se especializar na área. A Zona da Mata é forte na pecuária leiteira e há muita falta de profissional na região”.

Michele Moreira, tutora presencial do curso, ressaltou o método de aprendizagem e afirmou que esse é um curso que pode impulsionar o mercado. “A turma é muito mesclada, com pessoas que pretendem trabalhar em sua própria propriedade ou para terceiros. Essas vagas vão fazer muita diferença na vida pessoal e profissional dessas pessoas”, disse ela.

Maria Adelaide é uma das alunas. Ela é auxiliar administrativo, mas também trabalha no sítio da família. “Eu e meu irmão sempre tivemos muita lida com a roça, mas nossas técnicas são antigas e rudimentares. Eu quero me profissionalizar e me atualizar para que a gente consiga melhorar ainda mais nossa propriedade”, contou.

Governador Valadares

A aula inaugural foi realizada no Campus II da Universidade Vale do Rio Doce (Univale) que é parceira do Sistema FAEMG e do Sindicato dos Produtores Rurais de Governador Valadares na promoção do Curso Técnico de Zootecnia.

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia - SENAR MINAS

“Vejo essa união com muito bons olhos e tenho certeza de que ela é apenas o ponto inicial de uma parceria duradoura e que muitos outros cursos virão. Esse pode ser o embrião para um curso superior de graduação em zootecnia”, destacou Rômulo César Leite Coelho, presidente da Fundação Percival Farquhar (FPF), mantenedora da Univale.

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Afonso Bretas, desejou as boas-vindas aos alunos e ressaltou a relevância da parceria entre Sindicato, Univalle e Sistema FAEMG para estruturação do Polo de Ensino e reforçou “a participação responsável e intensa dos estudantes para aproveitar as oportunidades com o Curso Técnico em Zootecnia”.

O tutor presencial Kelsen Nether ministrou a primeira aula, ressaltou que essa é uma área em crescimento e que abre oportunidades para os alunos receberem a certificação. “Eles poderão atuar no mercado de trabalho como consultores, em empresas do ramo, e na propriedade rural da própria família”.

“Esse curso tem o reconhecimento do Ministério da Educação e com a certificação de técnicos em Zootecnia, os alunos poderão fazer o registro no Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas (CFTA) e terão a carteira técnica para poder atuar profissionalmente”, explicou o gerente regional do Sistema FAEMG, Luiz Ronílson Paiva.

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia - SENAR MINAS

São Roque de Minas

A ambientação com os alunos no município foi na sede do Sindicato dos Produtores Rurais, que adaptou o espaço para as atividades do Polo. O encontro teve participação do gerente regional do Sistema FAEMG em Passos, Rogger Miranda Coelho, o presidente do Sindicato Rural, José Roberto de Almeida, da analista de Educação Formal do Sistema FAEMG, Aline Caetano, e da agente de desenvolvimento rural Cintia da Costa Faria Santos.

Augusto Silva Barcelos, um dos alunos do curso, destaca que já trabalha na área, mas no setor de vendas, e que o curso vai valorizar o seu currículo gerando a possibilidade de atuar no campo. Filho de produtor rural, ele aposta no setor.

“Foi possível perceber que os alunos estão em busca do crescimento profissional, mudança de área de atuação, de conhecimento para melhoria da propriedade rural e outros, com intenção de retornar ao campo. Todos da turma demonstraram muito interesse e estão animados com Curso Técnico em Zootecnia no Polo de São Roque de Minas”, analisou Aline Caetano.

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia - SENAR MINAS

“O município é reconhecido pela produção do queijo minas artesanal, mas pecuária é uma atividade local com representação histórica. Para esta atividade continuar ainda mais relevante, a mão de obra qualificada é fundamental. O Curso Técnico em Zootecnia é uma ação do Sistema FAEMG para levar informação, conhecimento, tecnologia e desenvolvimento para agronegócio mineiro”, concluiu Rogger Coelho.

Viçosa

A turma foi recebida no Polo de Viçosa, localizado no Centev/UFV, pela gerente Tércia Almeida e pela tutora presencial, Vilma Matias. Tércia destacou a importante parceria com a Universidade Federal de Viçosa, que garante um excelente espaço para as aulas no tecnoPARQ, e com o Sindicato dos Produtores Rurais de Viçosa. O Curso Técnico em Zootecnia junta-se ao de Agronegócio e ao de Fruticultura, ambos já em andamento na cidade.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Carlos Eduardo de Andrade, o Curso Técnico em Zootecnia é muito relevante para a região e vem complementar a oferta de produtos educacionais, “considerando que a agropecuária é complexa, sendo aconselhável que o produtor diversifique as atividades e atuação”.

“O número de inscritos foi quatro vezes maior do que o número de vagas disponíveis, o que mostra a demanda por essa formação na região. Nós entendemos que essa qualificação veio acrescentar à economia, proporcionando ao mercado um profissional, habilitado, com competência técnica para o mercado de trabalho”, pontuou Tércia.

Expectativa na abertura do Curso Técnico em Zootecnia - SENAR MINAS

“Nossos alunos abrem um grande ciclo e terão grande bagagem para ocupar o mercado de trabalho ou aprimorar suas atividades com acesso a novas tecnologias e uma visão mais ampla sobre a área. Estamos muito contentes em recebê-los e em iniciar mais um em Viçosa”, completou Vilma Matias.

Aos 56 anos, o produtor rural Ângelo de Souza Castro, um dos novos alunos, disse aos colegas que “quanto mais se vive, mais se aprende”. Morador de Dionísio, ele contou que já fez diversos cursos oferecidos pelo SENAR MINAS e a qualidade dos treinamentos o motivou a fazer também o curso técnico. “Quero enriquecer o currículo e com certeza vou até o final. Minha expectativa é levar mais conhecimento para a minha fazenda, melhorar a saúde e o trato dos animais”.

Janaíne Fernandes está começando o segundo curso técnico da formação técnica/Educação Formal. O primeiro, em Agronegócio, ela fez em 2015. Desde então ela atua na área e a experiência na Cooperativa Central dos Produtores Rurais - CCPR de Minas Gerais a fez se interessar mais pelo agro e pela Zootecnia.

Os conhecimentos da nova formação vão ajudar na ampliação da atuação profissional e na propriedade da família. “Sou natural de São José do Rio Preto, filha e neta de produtores rurais e foi o curso de Agronegócio que me abriu portas para atuar junto aos produtores e me apaixonar pela área. Já conheço a qualidade dos cursos, e estou amando essa chance”.