ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Santa Catarina

Encontro do Senar discute inovações na formação profissional e promoção social para o campo em SC
07 220506 195712

O evento, realizado no Favorita Golden Hotel & Eventos, reuniu cerca de 130 instrutores

6 de maio 2022
Por Senar

As inovações do meio rural e os novos rumos da qualificação das pessoas que vivem e trabalham no campo, em Santa Catarina, foram discutidos na manhã desta sexta-feira (6), em São José (Grande Florianópolis), durante o 7º Encontro Estadual de Agentes da Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS), organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). O evento, realizado no Favorita Golden Hotel & Eventos, reuniu cerca de 130 instrutores.

O Encontro foi conduzido pelo presidente do Sistema Faesc/Senar-SC José Zeferino Pedrozo que destacou a importância da iniciativa para fortalecer as atividades de formação profissional rural, promoção social e outras formas de qualificação e requalificação de forma efetiva e eficaz. “Nosso público-alvo é o produtor e trabalhador rural e ele está esperando para receber conhecimento prático e teórico para implementar nas suas propriedades. Queremos proporcionar novidades em todas as áreas para que possamos contribuir para o desenvolvimento do campo”. 

Também apresentou alguns números de 2021 que mostram a expressão do trabalho realizado pelo Senar/SC no campo. O Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) contou com 234 turmas com mais de 6.800 participantes; os treinamentos de Formação Profissional tiveram mais de 2.800 turmas com mais de 34.400 participantes; as ações de Promoção Social contabilizaram mais de 800 turmas com mais de 9.500 participantes; os treinamentos de Agentes Externos tiveram mais de 70 turmas com aproximadamente 11.600 participantes. Ao todo foram 4.013 turmas com 63.345 participantes. Foram atendidos 232 municípios do Estado, com cerca de 80% de cobertura territorial.

Em seguida, o diretor-geral do Senar, Daniel Kluppel Carrara, falou sobre a história do agronegócio, a criação e o fortalecimento do Sistema CNA/Senar e abordou as dificuldades que o setor passou para chegar ao patamar que o agronegócio tem na atualidade. “No início, o nosso Sistema CNA/Senar era pequeno e o setor, apesar de ser grande em número de produtores, não tinha o respeito e a importância que tem hoje”.

Segundo Carrara, o Sistema CNA/Senar conta com o principal instrumento de comunicação com os produtores rurais mais efetivos do Brasil que são os técnicos. “Estamos mudando a realidade do meio rural com assistência técnica econômica, social e na área de tecnologia e, cada dia que passa vocês se tornam mais importantes”.

Reforçou que o agronegócio é um setor empresarial competitivo que contabiliza cinco milhões de produtores e que os técnicos são absolutamente necessários e importantes o Sistema. “Somos a Confederação mais forte do País e vocês são essenciais para atendermos as pequenas e médias famílias rurais. Por isso, é fundamental que se profissionalizem e nos ajudem a melhorar as nossas plataformas de qualificação tecnológicas. Vocês são o nosso Sistema e precisam conhecer e mostrar o que fazemos bem-feito”, concluiu ao reforçar aos técnicos que continuem ajudando a capacitar os produtores. “Vocês são competentes, estão preparados para isso e representam o canal de comunicação do nosso Sistema com o campo”. 

O evento também contou com explanação do professor Gilclér Regina que palestrou sobre o tema Educadores: um encontro com o futuro; uma visão motivacional de inteligência emocional. E por fim, Laine Valgas acompanhada de Affonso Kulevicz fizeram uma preleção sobre Neurocomunicação: muito além das palavras.