Santa Catarina

1ª Feira de Primavera de Gado Geral de São José do Cerrito encerra com sucesso
CNA IMAGEM PRINCIPAL

O evento reuniu produtores que fazem parte do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG)

23 de setembro 2022
Por CNA

Por: MB COMUNICAÇÃO

Fonte: MB COMUNICAÇÃO

A 1ª Feira de Primavera de Gado Geral de São José do Cerrito (SC) ocorreu no último fim de semana e contabilizou expressivos resultados. O evento, que reuniu produtores que fazem parte do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), foi promovido pelo Sindicato Rural do município com a parceria da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), entre outros.

Durante a feira, o presidente do Sindicato Rural, Zito Rogério Bitencourt, destacou a importância da parceria do Sistema Faesc/Senar e dos parceiros e apoiadores para a concretização do evento e ressaltou a expressão do Programa ATeG para garantir animais de alta produtividade. Nesta semana, ele anunciou o volume de negócios em cada categoria: R$ 323.820,00 (bois); R$ 21.750,00 (vacas servidas); R$ 34.020,00 (vacas prenhas), R$ 396.180,00 (vacas com crias) e R$ 991.230,00 (novilhas).

Os valores de comercialização dos animais foram os seguintes: os bois foram comercializados por R$ 11,19/kg (peso médio: 265,64 kg); as novilhas tiveram custo de R$ 12,83/kg (peso médio: 310,32 kg); as vacas com crias foram comercializadas por R$ 11,28/kg (peso médio: 557,54 kg); as vacas prenhas custaram R$ 8,84 (peso médio: 550 kg) e as vacas servidas foram vendidas por R$ 9,26 (peso médio: 470 kg).

ENTENDA O PROGRAMA ATEG

A Assistência Técnica e Gerencial do Senar/SC vem contribuindo significativamente para promover inovações no campo e fortalecer o empreendedorismo rural. A qualificação oferece ao produtor um modelo de adequação tecnológica associada à consultoria gerencial, que prioriza a gestão da atividade de forma eficiente e permite alcançar mudanças efetivas no ambiente das empresas rurais.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo , avalia que a implementação da ATeG aliada às demais ações do Senar/SC e de outras entidades e órgãos, tornou as propriedades catarinenses em excelentes exemplos de empreendedorismo e inovação no campo. “Os significativos resultados são realidade porque o produtor está cada vez mais interessado em obter conhecimentos e porque contamos com a dedicação de eficientes equipes e excelentes parceiros em todas as áreas”.

Com duração de dois anos, a metodologia é aplicada em cinco etapas: diagnóstico produtivo individualizado; planejamento estratégico; adequação tecnológica; capacitação profissional complementar e avaliação sistemática dos resultados. “As nossas metas são buscar a eficiência e a eficácia para elevar a renda e a produtividade dos produtores, elaborar o planejamento estratégico das propriedades e capacitar os trabalhadores para o empreendedorismo e a gestão dos negócios”, sublinha o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antonio Zanluchi.

A coordenadora da ATeG SC, Paula Coimbra Nunes, observa que, com o programa, o produtor explora novas ferramentas que potencializam o crescimento de seus negócios. “São dois anos de acompanhamento para aprimorar as técnicas e o gerenciamento, tornando a produção mais eficiente e lucrativa. As atividades são realizadas com grupos de 25 a 30 produtores organizados de acordo com a cadeia produtiva. Quem tiver interesse em participar pode entrar em contato com o Sindicato Rural de sua região”.