ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Workshop de sensibilização do Agro Atitude reúne mais de 150 pessoas na UFMT
05 jul 1 C2 BA Workshop Agro Atitude UFMT 35

10 de julho 2019
Por CNA

Com um público de mais de 150 pessoas, o workshop de sensibilização do Programa Agro Atitude foi realizado, na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O evento foi palco de muitas conversas, questionamentos e deixou muitos com a "cabeça fervilhando com novas ideias". O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Otávio Celidonio mostrou como funcionará o Agro Atitude e fez o convite para o processo seletivo que selecionará, num primeiro momento, 40 participantes.

As inscrições já podem ser feitas no www.senarmt.org.br. Uma das expectativas de Celidonio, com este projeto, é transformar a cultura de parceria do setor privado com as instituições de ensino e fazer com que os alunos se sintam parte das soluções não só para as comunidades em que eles vivem, como também para o mundo. "Queremos ter a cada dia mais e mais cidadãos que sejam participativos".

O vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, enfatizou que este programa vem de encontro com os objetivos da instituição. "O nosso estatuto diz que um dos papeis da UFMT é promover o desenvolvimento social e regional. Esta parceria é perfeita e atende todas as nossas necessidades".

Soares acrescenta ainda, que estamos vivendo um momento em que é importante envolver todos na solução dos problemas. "O Agro Atitude faz com que possamos estabelecer relações que proporcionem o desenvolvimento econômico, social e do setor do agronegócio de toda a região. Além disso, vislumbramos a possibilidade de se tornar um pólo de desenvolvimento de tecnologia para o setor do agronegócio".

A coordenadora do Programa de Empreendedorismo, do Escritório de Inovação Tecnológica (EIT), da UFMT, Sofia Ruiz acrescenta, que o evento superou as expectativas. "Esperávamos cerca de 150 pessoas e tivemos mais de 200 participantes". Ela diz ainda que a Universidade tem a função social de atender a demanda da sociedade. "Esta parceria é o pontapé inicial para que nossos alunos possam seguir em frente após concluírem a graduação".

Para o diretor do EIT,  Olivan da Silva Rabelo esta iniciativa do Senar-MT está alinhada com a estratégia de empreendedorismo e com a incubadora da UFMT. "Tem tudo a ver com os nossos objetivos. A ideia é que nossos alunos se tornem multiplicadores de todos os projetos desenvolvidos nesta parceria".

Já para o professor de Inteligência Artificial da UFMT, Raoni Florentino da Silva Teixeira, o Agro Atitude é a oportunidade para que seus alunos vivenciem os problemas na prática. "Minha maior preocupação é que para ensinar é preciso que o aluno tenha a visão da prática. Se não tivermos isso perco o aluno para as aulas práticas que ele pode ver no celular quando e onde quiser".

E para o público, o workshop foi uma "tempestade" de novas ideias. "Nos fez enxergar que há um zilhão de oportunidades. Fiquei bastante animado e vou participar do processo seletivo. Penso como o Otávio Celidonio, acho que é preciso desenvolver essa cultura de voluntariado. Nós alunos precisamos nos sentir parte das decisões", enfatizou o estudante de agronomia, Sérgio Amauri Soares.

Já o aluno de Engenharia Química da UFMT, Ruan Marcel que já é um empreendedor conta que se faz muitas pesquisas dentro da universidade, mas pouco se coloca em prática. "Gostei muito desta iniciativa e tenho certeza que vai contribuir com o desenvolvimento de uma cultura empreendedora dentro da Universidade".

A multidisciplinaridade foi o que encantou a estudante de engenharia da computação Suellen Barros Ramos. "O Agro Atitude mostrou um avanço para o mercado e mais conhecimento para nós.  A ideia é boa e é muito legal ver que o agronegócio tem oportunidades para todos".