ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Paraná

Vazio sanitário no Paraná começa em 10 de junho
MG 2624

Período para controle da ferrugem asiática no Estado vai até 10 de setembro. Calendário foi definido pelo Mapa

8 de fevereiro 2022
Por CNA

Na última quinta-feira (3), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, no Diário Oficial da União, a Portaria 516, que estabelece os períodos de vazio sanitário para a soja em 21 Estados no ano de 2022. No Paraná, o vazio sanitário tem início no dia 10 de junho e encerra em 10 de setembro.

Esta é a primeira vez que a medida fitossanitária está sob competência do Mapa. Ainda, o período de 90 dias, antes uma recomendação da Embrapa Soja, tornou-se obrigatório.

O vazio sanitário é uma medida que visa fazer o controle do fungo Phakopsora pachyrhizi , causador da ferrugem asiática na cultura da soja. Durante o período, é proibido semear ou manter plantas vivas da oleaginosa no campo. O objetivo é evitar a ocorrência da doença durante a safra, cujos danos podem atingir até 90% da produção.

Diagnóstico da seca no Paraná aponta prejuízos bilionários

“A ferrugem asiática possui alto potencial destrutivo e é disseminada com muita rapidez, por isso a importância de que os produtores rurais se atentem ao período de vazio sanitário e sigam as orientações”, afirma Ana Paula Kowalski, técnica do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR. “Além da propagação pelo vento, clima úmido e temperaturas amenas também favorecem a proliferação da doença, que pode se manifestar em qualquer estádio de desenvolvimento da cultura e em diferentes partes da planta”, complementa.

O Paraná é um dos Estados que mais sofre com a ferrugem asiática. Segundo o Consórcio Antiferrugem, em dezembro, foram registradas as primeiras ocorrências da doença na safra 2021/22 do Estado, além de São Paulo, Roraima e Minas Gerais.