ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Startups conhecem sementeira em Rondonópolis e participam de Pitch na Aprosmat

A programação faz parte da chamada aberta para startups - Batch 2022/2023.

19 de agosto 2022
Por CNA

Por: Ascom Famato

Fonte: Ascom Famato

Startups selecionadas no programa de Inovação do AgriHub visitaram em Rondonópolis, na manhã de quarta-feira (17/08), a Fazenda Verde do grupo de Sementes Jatobasso. A programação faz parte da chamada aberta para startups - Batch 2022/2023.

“A chamada aberta tem o objetivo de integrar um ecossistema colaborativo para a criação de ferramentas digitais que impulsionem a competitividade e sustentabilidade do agronegócio. E essa conexão e integração com startups, produtores rurais e empresas parceiras, fomenta negócios e oportunidades”, disse Otávio Celidonio, diretor executivo do AgriHub.

A Jotabasso se dedica ao plantio de soja, além de culturas alternativas como sorgo, milho, trigo e aveia, atuando também na criação de gado de corte em sistema de integração lavoura-pecuária e confinamento.

Durante visita à propriedade, o grupo liderado pelo diretor-executivo do Instituto AgriHub, Otávio Celidonio, percorreu o parque industrial, estações de tratamento e beneficiamento de sementes, os sistemas de armazenagem, maquinários e laboratórios.

Todas as sementes são armazenadas em ambientes climatizados, com temperatura e umidade controladas, conservando seu potencial genético durante todo o período de estocagem.

“Todos os lotes são submetidos a diferentes e repetidas avaliações, sendo monitorados durante o ciclo completo de produção, que garantem a confiabilidade das informações geradas no laboratório localizado na fazenda”, explicou o gerente de produção da Jatobasso, Ronaldo Tibaldi.

Ao guiar os representantes das startups, Ronaldo explicou desde a recepção da semente, amostragens, pré-limpeza e operações especiais, limpeza, classificação, tratamento, transporte interno das sementes e embalagem.

Segundo o gerente de produção, todos os dados das operações agrícolas são monitorados em tempo real e transformados em informações para tomadas de decisão.

Na pecuária os investimentos estão na estrutura de semi-confinamento, melhoramento genético Nelore ciclo curto e intensificação da produção e sustentabilidade através do sistema de integração lavoura-pecuária.

Aprosmat – No período da tarde o grupo seguiu para a Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) onde foi realizado o “Pitch” – uma apresentação rápida para chamar a atenção de investidores e mostrar os principais diferenciais de um negócio.

Participaram do Pitch as startups: 3DGEO, AgriConnected, BemAgro, Creditares, Sensorvision e Siatel. Durante as apresentações os produtores associados da Aprosmat debateram as soluções, fizeram seus apontamentos e tiraram dúvidas.

Segundo o diretor da Aprosmat Jefferson André Aroni, a parceria da associação com o Instituto AgriHub faz dos produtores da região sul do estado, atores do ecossistema que está protagonizando a nova dinâmica da inovação no Agro: aberta, em rede, colaborativa e ágil.

“Essa parceria otimiza ainda mais os diversos projetos e soluções tecnológicas que estão sendo desenvolvidos pelas startups inseridas no programa de inovação do AgriHub, especialmente para o agro. Estamos conectados a um processo de inovação aberta através de iniciativas externas que nos permitirão abrir ainda mais horizontes na agricultura de Mato Grosso”, destacou Jefferson.

Batch 2022/23 – A abertura da programação foi na terça-feira (16/08), no AgriHub Space, em Cuiabá.

Ao dar as boas-vindas às startups, Otávio Celidonio apresentou o Sistema Famato para que conhecessem os trabalhos desenvolvidos pelas casas que integram o sistema: Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Instituto de Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Instituto AgriHub e sindicatos rurais.

Na sequência o superintendente do Imea, Cleiton Gauer, apresentou as projeções de crescimento da agropecuária para os próximos anos, levando em conta que o estado é o maior produtor de carne bovina do país, além de liderar a produção nacional de soja, milho e algodão. Também foram apresentados dados de produção, mercado, competitividade, preservação, exportação, logística, cargas tributárias, entre outros temas.