ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

Mato Grosso

Pecuarista abre empresa de crédito rural após curso do Senar-MT e comemora 10 anos de sucesso
12 07 dez caso de sucesso ediana nova bandeirantes 6

Após capacitação do Senar-MT e Sindicato Rural, pecuarista de Nova Bandeirantes abre seu próprio negócio e ajuda a suprir demanda do município

7 de dezembro 2022
Por Senar

Por: Assessoria de Imprensa/Senar-MT

Fonte: Assessoria de Imprensa/Senar-MT

Foi a partir de uma capacitação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e do Sindicato Rural de Nova Bandeirantes que Ediana Aparecida Erhardt, 40, deu um dos passos mais importantes da sua vida: empreender. Em 2022, ela comemora 10 anos da conclusão do curso que deu origem à sua empresa de crédito rural no município, atualmente com mais de 450 clientes.

Arquivo pessoal

Inicialmente, a pecuarista resolveu se inscrever no Programa de Empreendedorismo Rural (PER) para aproveitar a carga horária do curso modular como horas de estágio na faculdade. Mas, os resultados obtidos no treinamento foram tão satisfatórios, que além de concluir a graduação com maestria, ela criou seu próprio negócio e pediu exoneração do cargo de servidora pública. “O negócio cresceu tanto que não consegui mais conciliar e acabei abrindo mão do concurso para conseguir me dedicar aos clientes”.

Quem hoje vê o sucesso da empresa não imagina que a ideia surgiu a partir de uma das tarefas propostas no treinamento do Senar-MT. “Precisávamos desenvolver uma proposta para melhorar o nosso negócio e como pecuarista planejei um projeto de engorda de novilhas. Mas, quando fomos procurar o banco em busca de financiamento para colocar em prática, ficamos sabendo da falta de profissional projetista no município”.

Com a decepção da aluna, o então instrutor do curso propôs uma reformulação da ideia e sugeriu que ela fizesse uma proposta para ser projetista. “Fiquei triste em não conseguir levar à frente o meu trabalho, mas o instrutor me mostrou outro caminho que era suprir a demanda do município naquela época”.

Fachada da empresa que hoje conta com dois funcionários.

Com os conhecimentos do curso, Ediana pode analisar os custos da nova empresa, projeção de mercado e de retorno financeiro. Com as orientações, ela criou seu CNPJ e na própria aula decidiu o nome da empresa: Rurales, também em homenagem ao instrutor. Em uma semana, o empreendimento já estava credenciado em um banco e atualmente já possui cadastro em quatro instituições financeiras. “Hoje temos mais de 400 clientes, mas o primeiro foi um colega do curso que também esbarrou no mesmo problema”, afirma.

Projeto inicial – Com o desenvolvimento da própria empresa, Ediana, que também faz parte da diretoria do Sindicato Rural de Nova Bandeirantes, pode colocar em prática a sua primeira ideia que era de engorda de novilhas. “Cinco anos depois, usei a minha própria empresa para tirar do papel a minha proposta para a propriedade rural e já conseguimos realizar a engorda de cerca de 150 fêmeas. Estamos muito felizes com o resultado”, destaca.

Segundo a pecuarista, o treinamento foi essencial para a sua conquista. “Não é um conhecimento apenas teórico. O curso foi um incentivo para que eu saísse da zona de conforto e resolvesse uma demanda maior que eu nunca conseguiria atender sem esse apoio”.

Arquivo pessoal

Senar-MT – O Programa de Empreendedorismo Rural não se encontra mais no portfólio da instituição desde 2013. Atualmente, o Senar-MT dispõe de outros produtos como o Negócio Certo Rural e o Programa Mulheres em Campo, além da inserção do tema de gestão empreendedora no conteúdo dos cursos modulares.

Por meio da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), os produtores rurais também têm o apoio para melhorarem a gestão de suas propriedades e consequentemente aumentar a produtividade de seus negócios.

Todos os serviços disponibilizados pelo Senar-MT já são realizados com os recursos dos produtores rurais. De acordo com o superintendente da instituição, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia, a contribuição do produtor rural retorna em forma de conhecimento.

“O Senar-MT não possui recursos. Todos os recursos são dos produtores rurais, por isso, a nossa grande visão é transformar essa contribuição em capacitação, promoção social, assistência técnica e demais produtos que auxiliem o produtor na sua atividade”, destaca.

Os interessados em realizar algum treinamento pela instituição devem entrar em contato com o Sindicato Rural que atende a sua localidade. Ao todo, Mato Grosso conta com 93 Sindicatos que abrangem todos os 141 municípios. No site do Sistema Famato há o contato de cada uma das instituições, além dos mais de 350 cursos disponíveis pelo Senar-MT. Acesse!

Encontre o seu Sindicato Rural: https://sistemafamato.org.br/sindicatos-rurais/encontre-seu-sindicato-rural/

Cursos disponíveis pelo Senar-MT: https://sistemafamato.org.br/senarmt/nossos-cursos/

Selo