São Paulo

Novo Olhar amplia possibilidades para produtores e artesãos
Sitenovo olhar

Programa desenvolvido em General Salgado e Brotas motiva os participantes a somarem forças para obter melhores resultados

20 de setembro 2022
Por Senar

Por: SENAR-SP

Fonte: Comunicação do Sistema FAESP/SENAR-SP

“Juntos somos mais fortes e chegamos mais longe”. Esta não é apenas uma frase de efeito para os produtores e artesãos que participam do Programa Novo Olhar, da área de Promoção Social do SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). Visando a organização comunitária rural, o curso foi lançado em 2019 e está ampliando a visão de muitos alunos, nos vários municípios onde é realizado, sempre em parceria com os Sindicatos Rurais.

Em General Salgado, o módulo foi ministrado entre fevereiro e maio deste ano, para 15 alunos, que saíram muito animados com as perspectivas. “O Novo Olhar destacou a importância do trabalho em equipe. Todos têm potencial para ampliar a comercialização dos produtos, mas, juntos, acabam descobrindo os melhores caminhos”, diz Alessandro Aparecido de Oliveira, coordenador do SENAR no Sindicato Rural do município.

Esta é exatamente uma das premissas da iniciativa, nas palavras de Heloisa Helena Favara, autora das cartilhas do Programa. “Como o foco do Novo Olhar é o ser humano e o desenvolvimento do capital social, ele é essencial para alavancar o desenvolvimento rural e trazer protagonismo ao produtor. O objetivo é discutir os caminhos que podem ser seguidos e não fornecer o caminho; esta decisão nasce dos participantes, como resultado do conhecimento”.

A partir do Novo Olhar, os produtores e artesãos de General Salgado e de Nova Castilho, município vizinho, encontraram esse novo horizonte. Vera Lucia Barbosa é produtora de leite e comercializa cerca de 30 unidades de queijo por dia, na Estância Rio Branco, em Nova Castilho. “Tudo começou com os cursos do SENAR em minha propriedade”, lembra ela, “afinal, quando assumimos a estância, há sete anos, eu não sabia fazer queijos.” Vários cursos depois, incluindo o de turismo rural, Vera foi identificando outros potenciais, já que sua propriedade tem um apelo turístico, por estar localizada à beira da estrada. “Nos finais de semana, recebemos cerca de 40 pessoas, que vêm comprar os produtos, mas também ficam para um café, um bolo, um doce e uma boa conversa. Todo mundo gosta disso”, relata a anfitriã.

Junto com o marido, Vera está construindo o Empório Josephina, que deverá ser um ponto de parada de turistas, com inauguração prevista para outubro. Já que as pessoas frequentam ali sem pressa, por que não disponibilizar itens da produção local? Aí entram os bons relacionamentos construídos a partir do Novo Olhar. “Eu conheci pessoas que fazem trabalhos lindos em artesanato. Meu vizinho produz pitayas deliciosas. Então, eu posso colocar esses itens para serem comercializados no Empório. Eu amplio minha oferta e eles poderão colocar os produtos em contato direto com os clientes, sob consignação”, descreve Vera. “A maior variedade de produtos deverá atrair mais pessoas” acredita Alessandro, diversificando ainda mais o público que vem de cidades do entorno, da capital paulistana e até do Rio de Janeiro.

Artesanato com identidade

O Programa Novo Olhar sobre Organização Comunitária
Rural tem duração de 120 horas, distribuídas em 15 dias, sendo dividido em 6 módulos: Organização comunitária – instrumento para o desenvolvimento rural sustentável; Diagnóstico social na organização comunitária; Formas de organização comunitária; Planejamento participativo; Organização comunitária em ação; e Avaliação e continuidade. “Foi no momento do diagnóstico social, no módulo II, que o grupo viu a oportunidade de trabalhar o artesanato da fibra da bananeira e do bambu, visto a abundância de matéria prima que o município possui”, conta Andréa Rodrigues, coordenadora do SENAR no Sindicato Rural de Brotas, onde o Programa foi desenvolvido entre maio e agosto deste ano, envolvendo 16 participantes.

O grupo é formado por artesãs, algumas moradoras da zona rural, outras com propriedades rurais que visitam regularmente, que se conheceram a partir dos cursos disponibilizados. Uma das 16 alunas do Novo Olhar em Brotas foi a artesã Andrea Reis, que está otimista em relação às perspectivas. “Vamos ser um case de sucesso. O programa é o casamento perfeito entre o SENAR e o Sindicato Rural, pois ambos objetivam a geração de emprego e renda”, avalia.

Com a visão ampliada pelo treinamento, as artesãs perceberam que poderiam realizar compras em conjunto para diminuir custos, compartilhar estratégias de divulgação, se organizar para participar de feiras, entre outras ações. Segundo Andrea Reis, o grupo não desejava criar apenas o artesanato convencional, mas estava em busca de uma identidade para o trabalho. “Foi então que percebemos a riqueza do município em bambuzais e bananeiras e decidimos iniciar o artesanato em fibra”, conta.

No início de setembro, elas participaram pela primeira vez do “Brotas Gourmet”, um festival de gastronomia e música. “Foi uma experiência muito positiva como forma de estabelecerem um primeiro contato com os habitantes da cidade e os turistas”, avalia a coordenadora do SENAR.

Impulsionadas pelo Novo Olhar, elas planejam fundar uma associação e estão se dedicando a aprenderem o caminho das pedras. Em breve, devem visitar a Banarte, em Miracatu, que trabalha com artesanato de fibra da bananeira. Aprenderam também que as parcerias são importantes e conseguiram o apoio da Prefeitura da cidade, na cessão do ônibus para a viagem.

Outra parceria estabelecida é com o renomado Hotel Fazenda Areia que Canta, procurado por hóspedes de todo o estado, cuja proprietária já disse “sim” para a comercialização dos produtos. As artesãs estão se organizando para terem uma boa produção e então iniciarem as vendas. “Já temos o mais difícil – a clientela”, analisa a Andrea Reis. “Mas antes de ‘colocar a mão na massa’, recebemos toda a orientação no Novo Olhar para ‘ter os pés no chão’”, declara a animada artesã.

Para informações sobre cursos e programas do SENAR-SP, consulte o sindicato de sua região ou acesse: http://educacao.faespsenar.com.br/