Mato Grosso do Sul

Adubo verde oferece ‘combo’ de benefícios que melhoram a produtividade e contribuem com o meio ambiente
Whats App Image 2022 09 21 at 09 37 18

21 de setembro 2022
Por Senar

Já ouviu falar em adubação verde? Mais simples do que parece, e como o próprio nome diz, adubos verdes são plantas utilizadas para melhorias das condições físicas, químicas e biológicas do solo. Os tipos e benefícios são temas da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (21).

A adubação verde contribui na variação térmica do solo, ajudando na temperatura e descompactação do solo, faz a reciclagem de nutrientes, fornece quantidade considerável de nitrogênio, atua no controle de pragas, principalmente o nematoide, também reduz o aparecimento das plantas daninhas, além de proteger o solo evitando erosão.

“Este é um investimento que vale a pena. Além do ganho econômico pelo fato de diminuir a necessidade da utilização de químicos, a adubação melhora consideravelmente a qualidade do solo, tornando a atividade mais sustentável”, explica o instrutor do Senar/MS, Arnaldo Mongelo.

Um exemplo de adubo verde são as leguminosas, como as crotalárias, feijão-de-porco, feijão-caupi e guandu. Essas são algumas das variedades de plantas que estão associadas à fixação de nitrogênio do ar no solo.

Essas espécies possuem microrganismos que aumentam a absorção de água e nutrientes pelas raízes, uma incorporação que aumenta a fertilidade do solo.

Com o aumento de matéria orgânica, a técnica faz ainda controle de erosão, já que oferece cobertura e reduz a exposição do solo aos fortes ventos e chuvas, por exemplo, e ajuda na redução da água nas camadas superficiais.

O curso ‘Produção de Adubos Orgânicos’ é oferecido gratuitamente pelo Senar Mato Grosso do Sul com carga horária de 24 horas. As próximas agendas da capacitação acontecem em Santa Rita do Pardo, de 27 a 29 de setembro, em Chapadão do Sul, de 13 a 15 de outubro, e em Itaquiraí, entre 10 e 12 de novembro.

Para ficar pode dentro deste e outros cursos do Senar/MS, procure pelo sindicato rural do seu município e/ou acesse senarms.org.br